“Baggio e Taffarel. Vai partir. Vai que é sua, Taffarel. Partiu, bateu, acabou! (…) É tetra! O Brasil é tetracampeão mundial de futebol”. Para os brasileiros, a narração de Galvão Bueno na final da Copa do Mundo Estados Unidos, em 1994, é a maior lembrança do meia-atacante italiano Roberto Baggio. Mas, o camisa 10 da Itália é mais que isso e a cinebiografia que conta a história do jogador teve o trailer divulgado pela Netflix nesta quarta-feira (3).

O filme ‘O divino Baggio’ será lançado na plataforma no dia 26 de maio e retrata, além da carreira em campo, a vida pessoal do jogador. O título faz alusão ao apelido do ex-atleta, chamado em sua terra de ‘Il Divin Codino’, que significa ‘o rabo de cavalo divino’, em italiano, referente ao penteado clássico de Baggio.

publicidade

“Um relato dos vinte e dois anos de carreira do craque italiano Roberto Baggio, incluindo a difícil estreia nos campos e os conflitos com alguns de seus treinadores”, diz a sinopse da produção, que já tem link disponível. O filme retrata a infância do ex-jogador, polêmicas e dedica um bom tempo ao momento dramático (para os italianos) do pênalti perdido na final contra o Brasil.

Apesar do alto nível técnico, Baggio ficou marcado pelo pênalti perdido diante do Brasil na Copa do Mundo 1994. Foto: Fifa/Divulgação
Apesar do alto nível técnico, Baggio ficou marcado pelo pênalti perdido diante do Brasil na Copa do Mundo 1994. Foto: Fifa/Divulgação

Nascido em 1967, Baggio começou a jogar futebol profissionalmente em 1982, pelo Vicenza. Ao longo da carreira defendeu também a Fiorentina, Juventus, Milan, Bologna, Internazionale e Brescia. Venceu dois Campeonatos Italianos, um pela Juventus e outro pelo Milan, uma Copa da Itália e uma Copa da Uefa, ambas pela Velha Senhora.

Individualmente, o jogador conquistou a Bola de Ouro e o título de Melhor do Mundo Fifa, os dois em 1993. Também foi eleito o Melhor Jogador da Uefa na Europa em 1990, 1991, 1993 e 1994. Com a seleção italiana, Baggio disputou três Copas do Mundo, sendo o único do país a marcar gol nas três edições em que participou.

O meia-atacante é interpretado pelo ator Andrea Arcangeli. A atriz Valentina Bellè dá vida a Andreina Fabbri, esposa de Baggio. Stefano Sardo e Ludovica Rampoldi escreveram o roteiro. A película é dirigida por Letizia Lamartire, que já dirigiu a série ‘Baby’ (2019-2020), outra produção da Netflix, o filme ‘Saremo Giovani E Bellissimi’ (2018) e o curta ‘Piccole italiane’ (2017).

Via: Sky Sport / Affaritaliani