EnglishPortugueseSpanish

Donald Glover está de casa nova! Após anos no FX, o criador da série Atlanta agora é um contratado da Amazon, com um acordo pra lá de gordo. Mas a chegada de um dos principais nomes do momento em Hollywood pode indicar uma mudança importante no mercado de streaming.

O primeiro projeto de Glover para o Prime Video é uma série baseada no filme Sr. & Sra. Smith, de 2005, ao lado da vencedora do Emmy, Phoebe Waller-Bridge, criadora da série Fleabag e roteirista do próximo filme da série “007”, denominado “Sem tempo para morrer”.

publicidade

Porém, além dos projetos de filmes e séries, o aspecto mais importante do contrato é a criação de um canal de conteúdo com todo o trabalho do ator dentro da plataforma e alguns de fora, além de outros conteúdos com a curadoria de Donald Glover. Ou seja, o astro terá um canal para chamar de seu.

Ídolos x algoritmos

Amazon Prime Video
Donald Glover vai ter um canal só seu no Prime Video. Crédito: Amazon Prime Video/Reprodução

Ainda não se sabe o tamanho do controle de Donald Glover sobre estes conteúdos, mas se esse for total, como se imagina, pode sinalizar um novo caminho para o streaming, a adoção de curadoria humana na escolha do conteúdo em detrimento dos algoritmos.

Este recurso não é exatamente novo, no Brasil, por exemplo, existe a plataforma Mubi, focada nos chamados filmes de arte, que vende como diferencial o fato de ter uma curadoria humana, mas a Amazon pode amplificar isso, por ser uma plataforma popular e a escolha ser feita por ídolos.

Leia também 

Brasil bate recorde em consumo de vídeos em 2020

‘Space Jam 2’: novas imagens mostram LeBron James e Pernalonga no filme

Paramount+: como assinar, quanto custa e o que assistir no novo serviço de streaming

A adoção de canais pode resolver dois problemas, dar ainda mais visibilidade para os talentos contratados pela companhia e auxiliar na luta contra a chamada “fadiga do conteúdo”, que é aquela sensação de ter muitas opções, mas não achar o que assistir.

No fim das contas, parece que a solução para o streaming pode ser voltar para duas eras de ouro. A do cinema, com estrelas contratadas pelos serviços, e a da TV, com pessoas qualificadas escolhendo o que os usuários devem assistir.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!


Experimente o Disney+. Clique aqui e Assine agora!