EnglishPortugueseSpanish

Após finalmente conseguiu reabrir todas as suas lojas nos EUA pela primeira vez desde o início da pandemia, a Apple deve promover o seu primeiro evento de lançamentos do ano ainda neste mês. Pelo menos é o que indica o informante via Twitter.

O chinês, conhecido por vazar as novidades da Maçã antes da hora, declarou que a companhia apresentará novos produtos para 2021 no dia 23 de março. De acordo com os rumores, a empresa de Cupertino pode apresentar as AirTags e novos modelos de iPads e AirPods.

publicidade

Inicialmente, alguns veículos apontavam para uma conferência na próxima terça-feira (16), mas a data foi descartada por Mark Gurman, da Blooamberg. Já Kang, outro informante de lançamentos da Apple, reforça que a empresa pode realizar o seu evento na mesma data de lançamento do rival OnePlus 9. Vale lembrar que Kang foi o primeiro a revelar que a Apple planejava voltar com novos acessórios sob a marca MagSafe para o iPhone 12.

O evento deve ser realizado de forma remota e transmitido ao vivo pelo site e o canal oficial da companhia no YouTube. Detalhes oficiais sobre a conferência permanecem desconhecidos.

Considerando as evidências divulgadas até aqui, as AirTags – um tipo de rastreador que pode ser colocado em chaves, carteiras e outros itens – devem aparecer junto aos novos modelos de iPad, agora com telas mini-LED e chips de processamento ainda mais rápidos.

Por fim, como qualquer vazamento, é preciso considerar os dados com ressalva. Até o momento, a Apple ainda não apresentou informações oficiais sobre um evento para este mês.

Maior fabricante de smartphones do mundo

iPhone 12 Pro
Apple lidera ranking mundial de vendas de smartphones. Imagem: Marian Weyo/Shutterstock

Um relatório do Gartner Group, referente ao quarto trimestre de 2020, revela que a Maçã vendeu quase 80 milhões de iPhones no período, abocanhando cerca de 20% do mercado global de smartphones.

O número representa um crescimento de quase 15% em relação ao mesmo período de 2019, quando a empresa vendeu cerca de 70 milhões de aparelhos e tinha 17,1% de fatia de mercado.

Enquanto a empresa de Tim Cook cresceu, a rival sul-coreana encolheu: a Samsung viu suas vendas caírem 11,8%.

Vale ressaltar que essa é a primeira vez que a Apple fica à frente da Samsung no ranking desde 2016. O crescimento da Apple pode ser atribuído ao fato de que os iPhone 12 são os primeiros aparelhos da marca compatíveis com a tecnologia 5G.

Via: MacRumors