Um novo estudo realizado por cientistas da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, demonstra como a eletricidade pode ajudar na cicatrização de ferimentos ao auxiliar os vasos sanguíneos no transporte de oxigênio para os glóbulos brancos.

Na prática, quando uma pessoa se corta a arquitetura dos vasos sanguíneos é interrompida naquele local, o que os impede de ajudar na cicatrização do ferimento.

publicidade

Os vasos sanguíneos voltam a crescer por conta própria depois de algum tempo, o que faz parte do processo natural de cura de um machucado.

O papel da eletricidade é estimular o crescimento dos vasos e acelerar a cura.

No futuro, a tecnologia pode ser inserida até em adesivos curativos…