Categoras: Pro

Qualcomm conclui aquisição da fabricante de chips Nuvia por US$ 1,4 bi

A gigante Qualcomm concretizou a aquisição da fabricante de chips Nuvia e deu um passo importante para retomar a hegemonia no fornecimento de chipsets para smartphones. Segundo o comunicado divulgado nesta terça-feira (16), a compra da startup movimentou cerca de US$ 1,4 bilhão (aproximadamente R$ 7,8 bilhões, em conversão direta).

“Estamos entusiasmados por nos juntarmos ao inovador wireless líder do setor, impulsionados por uma missão comum de inventar tecnologias revolucionárias. Juntos, criaremos uma nova classe de plataformas de computação de alto desempenho que definirão o padrão da indústria”, celebrou Gerard Williams, vice-presidente sênior de engenharia da Qualcomm Technologies e ex-CEO da Nuvia.

A aquisição havia sido anunciada em 13 de janeiro deste ano, mas o processo aguardava análises de órgãos econômicos. Na época da divulgação, a compra da Nuvia foi elogiada por empresas como Google, Microsoft, Samsung, Xiaomi, entre outras.

Leia mais:

Com a compra da Nuvia, a Qualcomm espera integrar CPUs de próxima geração em produtos como smartphones, laptops, cockpits digitais, além de sistemas de assistência para motoristas, dispositivos de realidade aumentada (RA) e redes de infraestrutura.

Setor de realidade aumentada é um dos que devem se beneficiar com a aquisição da Qualcomm. Foto: Qualcomm/Divulgação

“A equipe Nuvia, de nível mundial, aprimora nosso roteiro de CPU, ampliando a posição de liderança em tecnologia da Qualcomm com os ecossistemas Windows, Android e Chrome”, completou o brasileiro Cristiano Amon, presidente e CEO da Qualcomm.

Inclusive, o fruto dessa nova parceria deverá ser vista já no ano que vem. Isso porque a gigante norte-americana quer apresentar os novos processadores Snapdragon em notebooks ultraportáteis de alto desempenho no segundo semestre do ano que vem. Os processadores devem bater de frente com os chips M1, recentemente anunciados para os computadores da Apple.

A aquisição também deverá promover o desenvolvimento de chips mais modernos para os dispositivos Android, mas nenhum detalhe adicional foi divulgado. Por ora, resta esperar para ver qual será o resultado dessa aquisição bilionária.

Fonte: Qualcomm

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Esta post foi modificado pela última vez em 16 de março de 2021 19:40

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Igor Shimabukuro