Categoras: Produtos e Reviews

Intel apresenta Rocket Lake-S, sua 11ª geração de processadores

A Intel revelou nesta terça-feira (16) sua 11ª geração de processadores, conhecida pelo codinome Rocket Lake-S. A boa notícia é que os novos chips para desktop são compatíveis com as placas-mãe da série 400, dispensando a compra de um novo componente caso o usuário opte pelo upgrade de CPU no futuro.

O nome mais poderoso da lista é o Core i9-11900K, com oito núcleos, 16 threads, frequência máxima de boost de 5,3 GHz e suporte para memórias DDR4 de até 3.200 MHz.

Considerando que o Core i9-10900K, modelo topo de linha da geração anterior, possui 10 núcleos e 20 threads, o novo chip representa um downgrade nesse quesito. No entanto, segundo a Intel, isso ocorreu graças a uma mudança significativa na microarquitetura dos processadores, agora chamada de Cypress Cove. A novidade substitui a microarquitetura Skylake, utilizada pela empresa desde 2015. 

O argumento da companhia é que a contagem de núcleos não é suficiente para ditar o poder bruto de um processador, sua velocidade de frequência, por exemplo, também é um fator relevante. Por isso, segundo a Intel, os novos chips vão entregar mais desempenho graças ao aumento de 19% no IPC (instruções por ciclo), se comparado a geração anterior.

Mais poderoso que o Ryzen 9 5900X

Nova família de processadores da Intel promete mais desempenho nos jogos. Imagem: The Verge/Reprodução

Os testes de benchmarks também revelam que, em comparação direta com o Core i9-10900K – lançado em maio do ano passado, o i9-11900K oferece um desempenho de 8% a 14% superior em alguns jogos como “Microsoft Flight Simulator” e “Total War: Three Kingdoms”. A Intel também afirma que seu chip topo de linha pode superar até o Ryzen 9 5900X da rival AMD nesses títulos, embora por margens menores, entre 3% e 11%.

A nova arquitetura ainda traz outras melhorias, como os gráficos integrados 50% mais poderosos. No entanto, considerando que os processadores provavelmente serão combinados com uma placa de vídeo, isso não deve chamar a atenção dos gamers. 

Algo que vale ressaltar é a compatibilidade com o recurso Resizable BAR, que aumenta a taxa de quadros por segundo nos jogos em GPUs compatíveis da Nvidia e AMD. Por fim, também há suporte integrado para conexão USB na versão 3.2, que oferece largura de banda de 20 Gbps, bem como a tecnologia Thunderbolt 4 da própria Intel.

Os processadores Intel de 11ª geração chegam ao varejo internacional a partir de hoje. Nos EUA, o i9-11900K será vendido por US$ 539 (cerca de R$ 3.030), enquanto o chip intermediário i7-11700K sai por US$ 399 (R$ 2.245 em conversão direta). O modelo mais básico da linha, o i5-11400 com 6 núcleos e 12 threads, será vendido por US$ 182 (cerca de R$ 1.025).

Via: The Verge

Esta post foi modificado pela última vez em 16 de março de 2021 18:15

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Gabriel Sérvio