EnglishPortugueseSpanish

O Brasil recebe às 18h deste domingo (21) o primeiro lote de vacinas contra a Covid-19 provenientes do consórcio Covax Facility. A chegada de 1.022.400 de doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca foi confirmada pela representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) no Brasil, Socorro Galiano.

Em carta enviada na sexta-feira (19) ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a representante da Opas/OMS no Brasil destacou que 90% das doses têm vencimento em 31 de maio de 2021 e as demais 10% em 30 abril de 2021. 

publicidade

Após serem entregues ao governo, em São Paulo, as vacinas da aliança Covax Facility serão enviadas à Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) para inspeções de controle de qualidade. Mais 1,9 milhão de doses devem chegar ao país até o fim de março e outras 6,1 milhões até maio.

Vacina de Oxford
Serão entregues 1.022.400 de doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca. Imagem: Shutterstock

De acordo com o comunicado do consórcio, a projeção é que sejam enviadas 330 milhões de doses das vacinas da Pfizer/BioNTech e Oxford/AstraZeneca na primeira metade do ano para 145 países integrantes da aliança, que reúne mais de 150 nações.

Vale lembrar que, no sábado (20), o Ministério da Saúde anunciou a distribuição aos estados de 5 milhões de novas doses de vacinas contra a Covid-19. Serão distribuídas 3,99 milhões de doses do Butantan e 1 milhão de doses da Fiocruz.

Leia mais:

Covax Facility

A Covax Facility é uma iniciativa da OMS, que reúne 150 países – o Brasil é um deles. Ela foi criada para estimular o desenvolvimento de imunizantes contra a Covid-19 e garantir que eles cheguem a todas as partes do mundo. 

Nas Américas, participam do grupo: Antígua e Barbuda, Argentina, Bahamas, Barbados, Belize, Bermuda, Bolívia, Brasil, Ilhas Virgens Britânicas, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Dominica, República Dominicana, Equador, El Salvador, Granada, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Jamaica, México, Montserrat, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Saint Kitts e Nevis, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Suriname, Trinidad e Tobago, Uruguai e Venezuela.

Via: Agência Brasil / G1