EnglishPortugueseSpanish

Startups brasileiras que planejam expandir os negócios para o mercado internacional terão a oportunidade de obter dicas valiosas de especialistas e empreendedores no evento gratuito Startups sem Fronteiras.

O seminário realizado pela uGlobally acontece de 5 a 9 de abril. Serão três masterclasses gratuitas sobre temas como a hora certa para iniciar o processo de internacionalização, ferramentas e estratégias não convencionais para tal e captação de investimentos estrangeiros.

publicidade

Alguns dos nomes já confirmados são: Raquel Boechat, sócia fundadora da Think Global, Rodrigo Mendes, diretor de Internacionalização na Anprotec, e Francisco Lang, venture builder na Propelloo. Com os cases de sucesso desses profissionais, será possível conhecer os caminhos mais acertados para um plano de expansão de sucesso.

Evento oferece às startups dicas para uma efetiva estratégia de internacionalização. Foto: Sergey Nivens/Shutterstock

“O Brasil tem inovações fantásticas e muitos empresários já deveriam iniciar seus projetos pensando em oportunidades de mercados externos. O mundo está cheio de oportunidades e os empresários brasileiros têm que estar preparados para cruzar fronteiras e conquistar outros mercados”, afirma Rodrigo Olmedo, CEO da uGlobally.

As inscrições podem ser feitas pelo site do evento. Mas corra, que as vagas são limitadas! 

Leia também:

Programa de mentoria da SAP

Outra oportunidade para startups é o programa de mentoria de Inovação Aberta da SAP Labs Latin America, o SAP Innovation Unleashed, que abriu as inscrições de sua nova temporada (até o dia 30 de abril). 

As startups inscritas terão a oportunidade de interagir com o time de transformação digital do Labs, que disponibilizará conteúdos sobre inovação, sem custo, e apoiará no desenvolvimento por meio de tecnologias SAP. 

Também poderão integrar-se ao ecossistema SAP pelo programa PartnerEdge e expor suas soluções desenvolvidas na SAP Store. A plataforma facilita a adoção pelos mais de 440 mil clientes da companhia ao redor do mundo.  

Vale destacar que não há restrição sobre a área de atuação das startups, desde que tenham a tecnologia como habilitador para sua operação e para solução de problemas.