A justiça norte-americana recebeu um novo processo contra a Apple. Dessa vez, por conta do controverso design do problemático teclado com switch borboleta, utilizado em modelos do MacBook, MacBook Pro e Air lançados entre 2015 e 2019.

A ação alega que a empresa estava ciente dos problemas em seu projeto original, e que as mudanças implementadas com o passar dos anos não foram suficientes para resolver as falhas do teclado. O escritório de advocacia por trás da ação judicial indica que a Apple pode ter violado várias leis nos EUA, e convida os clientes afetados a participar do processo.

publicidade

Os demandantes argumentam que os teclados com switch borboleta apresentam problemas devido ao design mais fino que o modelo anterior e ao espaço muito estreito entre as teclas. Agora, resta a Apple responder se passou anos fabricando e oferecendo aos seus usuários um teclado com defeito crônico. Por ora, a companhia ainda não emitiu uma nota oficial sobre o caso.

Dor de cabeça para Tim Cook

Desde que foi introduzido, a novidade causa controvérsia. A companhia de Cupertino teve de ajustar o seu design para corrigir algumas questões graves que atrapalhavam os usuários: as teclas paravam de funcionar, agarravam, ou falhavam ao registrar os caracteres. Isso ocorria geralmente quando havia acúmulo de poeira e detritos sob as teclas.

Teclado borboleta foi descontinuado pela Apple em 2020. Imagem: blackzheep/Shutterstock

Tampas feitas de borracha foram introduzidas pela fabricante e o desenho foi aprimorado com novos materiais no mecanismo do teclado. A Maçã até lançou um programa de reparo gratuito para tentar reverter o cenário negativo.

Após a forte reação negativa do público, a empresa decidiu abandonar o switch borboleta no ano passado. O próximo teclado dos MacBooks deve usar um mecanismo mais tradicional em forma de tesoura, com fibras de vidro para reforçar as teclas, evitando que elas se quebrem. As teclas serão ligeiramente mais espessas, com uma pequena diferença em relação ao modelo borboleta, oferecendo mais conforto ao usuário na digitação e mais durabilidade.

Via: The Verge