A série baseada nos Los Angeles Lakers, um dos mais reconhecidos times de basquete profissional do mundo, terá uma estrutura similar a outra produção bem famosa. Segundo o roteirista Max Borenstein, a produção da HBO deve “contar a história de uma dinastia” assim como ‘The Crown‘ faz pela Netflix.

Ainda sem nome, a série do Los Angeles Lakers empregará o famoso conceito “baseado em fatos reais”. Em outras palavras: não será 100% verdadeiro ao ponto de ser um documentário, mas também terá um alto grau de autenticidade para que não seja uma obra inteiramente de ficção.

publicidade

Leia mais

O roteirista Max Borenstein assina produção de série sobre os Los Angeles Lakers, em produção pela HBO. Imagem: Birdie Thompson/AdMedia
O roteirista Max Borenstein assina produção de série sobre os Los Angeles Lakers, em produção pela HBO. Imagem: Birdie Thompson/AdMedia

“É uma série, mas obviamente, suas limitações residem em sua inspiração e base em uma história real, mas de uma certa forma, estruturalmente falando, ela lembra muito ‘The Crown'”, disse Borenstein em entrevista ao Collider. “É uma história sobre uma dinastia. Uma história sobre uma dinastia americana. Neste caso, por ser uma dinastia americana e não uma monarquia, então estamos falando de uma história sobre celebridades, cultura e entretenimento vista pelo prisma da NBA e dos Lakers da era ‘Showtime’. Então nosso desejo é o de contar a história dentro do tempo necessário para contá-la direito”.

A série é baseada no livro ‘Showtime: Magic, Kareem, Riley, and the Los Angeles Lakers Dynasty of the 1980s’, escrito pelo jornalista e autor americano Jeff Pearlman e centralizado no período em que jogaram, na mesma equipe, Earvin “Magic” Johnson e Kareem Abdul-Jabbar, liderados pelo então técnico Pat Riley. Sob seu comando, os Lakers venceram quatro torneios da NBA – o mesmo número apresentado por LeBron James, que hoje joga pelo time.

O título da série, aliás, é ainda uma incógnita (daí a nosso texto referir-se a ela como “a série sobre os Los Angeles Lakers”). Isso porque, embora esteja na capa do livro, a palavra “Showtime” também é o nome de um canal concorrente da HBO. “Nós vamos criar um título sensacional, mas nada foi anunciado ainda”, explicou Borenstein, ressaltando que a produção ainda está em estágios primários e, por isso, ela sequer tem data prevista de estreia.

Da esquerda para a direita: "Magic" Johnson, Kareem Abdul-Jabbar e Pat Riley. Na década de 80, os três foram grandes nomes do basquete e serão retratados em série sobre o time Los Angeles Lakers. Imagem: NBA/Divulgação
Da esquerda para a direita: “Magic” Johnson, Kareem Abdul-Jabbar e Pat Riley. Na década de 80, os três foram grandes nomes do basquete e serão retratados em série sobre o time Los Angeles Lakers. Imagem: NBA/Divulgação

O roteirista, inclusive, afirma ter fechado apenas recentemente os textos da primeira temporada, agradecendo ao tempo flexível que teve – em parte, graças à pandemia da Covid-19 – para refinar o material: “Olha só, o tempo é um dos maiores recursos para os quais não damos o devido crédito”, disse Borenstein. “A gente sempre pensa no dinheiro ou coisas do tipo, mas o tempo…especialmente quando coisas grandes recebem mais e mais pressão para obedecerem a uma data de lançamento na TV, onde um relógio sempre marca seu tempo. Então eu acredito nisso”.

“Eu disse lá no começo da pandemia:” – ele continuou – “o lado bom, e algo que manteve equipes criativas firmes durante todo esse tempo, foi ter coisas para fazer e, para mim, esse tempo foi meio que uma bênção. Essa série será muito melhor do que seria caso tivesse que ser apressada. Ao invés disso, fomos capazes de realmente investir nela, e estou orgulhoso e empolgado com o que temos agora”.

Capa do livro "Showtime: Magic, Kareem, Riley, and the Los Angeles Lakers Dynasty of the 1980s", que serve de base para série sobre os Los Angeles Lakers. Imagem: Gotham Books/Divulgação
Capa do livro “Showtime: Magic, Kareem, Riley, and the Los Angeles Lakers Dynasty of the 1980s”, que serve de base para série sobre os Los Angeles Lakers. Imagem: Gotham Books/Divulgação

A série sobre os Los Angeles Lakers conta com nomes fortes atrelados à sua produção: além do próprio Max Borenstein, o cineasta, ator e produtor Adam McKay está prestando consultoria ao projeto, sendo ele um dos fãs mais – nas palavras de Borenstein – “enciclopédicos” da equipe californiana de basquete.

Além dele, no elenco, temos nomes como Jason Clarke dando vida a Jerry West e John C. Reilly como Jerry Buss. Também Rob Morgan (Earvin Johnson Sr.), Michael Chiklis (Red Auerbach) e os ganhadores do Oscar, Adrien Brody (Pat Riley) e Sally Field (Jessie Buss), além de “um time de atores muito jovens e muito altos”, brincou o roteirista, que disse que “tem uma ideia” para assegurar a participação de Jack Nicholson no papel de…ele próprio. Nicholson é um ferrenho fã dos Lakers e é constantemente fotografado nas primeiras fileiras de praticamente todos os jogos do time.

A expectativa é a de que a série faça sua estreia em algum momento de 2022. Mas detalhes sobre como, em que formato ou onde, ainda são desconhecidos.

Fonte: Collider