EnglishPortugueseSpanish

A gigante Apple agora enfrenta um novo processo no Tribunal Federal dos Estados Unidos. O motivo? O norte-americano Michael Macaluso afirma que a bateria e os sistemas elétricos de seu iPad foram capazes de queimar sua casa, o que resultou em prejuízos acima dos US$ 142 mil.

O processo tramitava no Tribunal Distrital da Filadélfia, em Pensilvânia, mas foi redirecionado para o Tribunal Federal americano na última semana.

publicidade

Segundo Macaluso, não foi feita nenhuma modificação ou alteração no iPad que resultasse no acidente. Também foi descartado qualquer uso indevido do aparelho da Apple.

Agora, o americano contratou um escritório de advocacia para buscar uma compensação da empresa da maçã.

Leia mais:

Reincidência

Essa não é a primeira vez que a Apple é acusada de causar acidentes com incêndios. Em 2019, um processo semelhante ao de Michael Macaluso foi aberto por uma residente de Nova Jersey. Julia Ireland Meo acredita que uma bateria defeituosa de seu iPad provocou um incêndio em seu apartamento, que resultou na morte de seu pai.

Embora o evento tenha ocorrido há mais de um ano, a proprietária do condomínio segue na luta de conseguir reembolsos pela gigante.

Casa em chamas por conta de acidente
Casos recentes apontam baterias e carregadores de dispositivos da Apple como causadores de acidentes com incêndios. Foto: John Hanley/Shutterstock

Mais recentemente, Amy Hall, uma garota britânica de 17 anos, relatou que o carregador de seu iPhone pegou fogo e incendiou o seu cobertor. Não fosse a ajuda de sua mãe, o resultado teria sido muito mais grave do que queimaduras na bochecha da vítima.

Na ocasião, muitas pessoas sugeriram que o carregador utilizado não era da Apple. No entanto, Hall contestou os boatos. “Não era um carregador barato, era um adaptador da marca Apple. Por favor, não deixe seu telefone carregando à noite”, disse a britânica.

A Apple ainda investiga a causa do incêndio. Segundo a empresa, não é recomendável carregar iPhones ou iPads em áreas úmidas ou mal ventiladas. Além disso, a companhia recomenda verificações periódicas dos acessórios para evitar possíveis acidentes.

Fonte: GizChina