A SpaceX quer fazer o voo de teste da Starship SN11 nesta terça-feira. A informação vem de Elon Musk, CEO da empresa, após o teste previsto para esta segunda-feira ser cancelado devido ao atraso na chegada de um inspetor da Federal Aviation Administration.

O FAA é o órgão responsável pela regulamentação da indústria aeroespacial nos Estados Unidos

publicidade

Na última sexta-feira, a SpaceX chegou a acionar os três propulsores da espaçonave em um teste de disparo estático, mas optou por não realizar um lançamento para ter tempo de realizar “checagem extra” no veículo.

O voo de teste da SN11 deve ser o mesmo da SN10: decolagem e subida até uma altitude de 10 km, seguidas por 30 segundos pairando no ar e retorno ao solo “de barriga”, com a espaçonave deitada. A cerca de 2 km de altitude ela deve acionar seus propulsores para se reorientar para a vertical e pousar suavemente em uma plataforma próxima ao local da decolagem.

No início deste mês o protótipo anterior, SN10, completou todas estas etapas. Entretanto, uma falha reduziu o empuxo gerado pelos propulsores, o que fez com que a espaçonave atingisse o solo a 36 km/h. Parece pouco, mas foi o suficiente para deformar uma das pernas que mantém a espaçonave na vertical, parte da “saia” que protege os propulsores e, talvez, causar danos internos. Minutos após o pouso, o foguete explodiu.

Vamos torcer para que essa tragédia não se repita…