EnglishPortugueseSpanish

O LinkedIn dará uma folga remunerada de uma semana para todos os funcionários de seus escritórios ao redor do mundo. Segundo a empresa, as pausas poderão ser tiradas a partir desta segunda-feira (5) e tem o objetivo de evitar o esgotamento mental

A orientação da companhia é que os empregados tirem este período para se desconectar e recarregar as energias. “Queríamos ter certeza de que poderíamos dar a eles algo realmente valioso”, disse Teuila Hanson, diretora de pessoal do LinkedIn. “o que pensamos ser mais valioso agora é o momento de todos nós partirmos coletivamente”, completou. 

publicidade

Como quase todos estarão em seu período de recesso ao mesmo tempo, isso deve significar que a maior parte dos colaboradores não vai receber e-mails, notas de reuniões e solicitações de projetos inacabados durante as ausências. Atualmente, o LinkedIn tem cerca de 15.900 funcionários e a maior parte deles vai tirar a folga entre 5 e 9 de abril. 

Leia também: 

A empresa manterá uma equipe de funcionários na empresa para setores mais sensíveis que não podem ficar desassistidos. No entanto, todos esses colaboradores poderão agendar suas folgas mais tarde.

Pandemia acelerou processo de esgotamento

LinkedIn é uma das empresas que deverá manter o trabalho remoto depois da pandemia. Crédito: LinkedIn/Divulgação

O LinkedIn é uma das empresas que pretendem continuar em regime de trabalho remoto mesmo após o arrefecimento da pandemia do novo coronavírus. Para isso, a companhia fez uma série de pesquisas com seus empregados sobre como eles gostariam que fosse o retorno à rotina de trabalho.

A partir dessas pesquisas, que foram feitas nos primeiros meses de isolamento, a empresa detectou que uma parcela significativa de seus colaboradores estava próxima de um esgotamento físico e mental. “Acho que a realidade do peso da pandemia realmente cobrou seu preço”, declarou Hanson. “Foi quando vimos: ‘uau, há um esgotamento claro’ “.

Para diminuir esses efeitos, a empresa criou uma iniciativa para tentar tornar o ambiente mais leve e reduzir as pressões. O projeto foi chamado de “LiftUP!” e inclui o treinamento de gerentes para detectar o nível de esgotamento dos membros de suas equipes, a adoção de calendários que incluem dias sem reuniões e recursos de saúde mental.

Com informações da CNN Business

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!