Categoras: Pro

Claro Pay é liberado para todos e dá bônus aos clientes da operadora

A Claro anunciou nesta quinta-feira (8) que liberou o acesso à sua carteira digital Claro Pay para o público em geral, antes voltada apenas para os clientes da operadora. Integrado ao PIX, o Claro Pay é 100% digital e isento de tarifas.

Lançado em novembro de 2020 em parceria com o banco Inbursa, o Claro Pay permite realizar pagamentos por aproximação, por QR code e código de barras; fazer recargas de celular; sacar dinheiro nos caixas eletrônicos da Rede24Horas; entre outras possibilidades.

Para os clientes da Claro que se cadastrarem na conta digital, a operadora está oferecendo 15 GB de bônus na primeira recarga com Claro Pay e bônus nas recargas recorrentes (quanto mais recarrega, mais ganha), além de não consumir dados no uso do app. 

Carteira digital da Claro pode ser acessada por qualquer pessoa física, mesmo não sendo cliente da operadora. Foto: martin-dm/iStock

“Após o lançamento com o PIX em novembro e uma fase inicial de testes e colaboração de clientes convidados, o Claro Pay está pronto para revolucionar o mercado financeiro brasileiro, fomentando a inclusão financeira e digital, principalmente da população de baixa renda”, declarou Maurício Santos, Diretor de Serviços Financeiros da Claro.

Ainda segundo o executivo, o Claro Pay evoluirá gradualmente numa plataforma digital, com uso inteligente de dados, experiência do cliente e engajamento digital, conectando os clientes às melhores soluções financeiras.

O cadastro é gratuito para pessoas físicas e o aplicativo está disponível na Play Store para Android e na App Store para iOS.

Leia mais:

Parceria inédita no Brasil

A Claro, a Embratel e a AWS (Amazon Web Services) anunciaram em março uma parceria inédita no Brasil. O intuito é gerar novas oportunidades de negócios e acelerar a adoção de aplicações baseadas em nuvem. 

Com o acordo, a AWS amplia sua participação na estratégia de inovação e de lançamentos de serviços e produtos da Claro e da Embratel, marca que atende as verticais de Grandes Empresas e Governo.

Já as operadoras devem implementar, a partir da nuvem da AWS, um Centro de Excelência de Cloud (CCoE, na sigla em inglês) para promover a adoção de soluções de nuvem em diferentes segmentos.

Via: Convergência Digital

Esta post foi modificado pela última vez em 8 de abril de 2021 17:15

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Fabiana Rolfini