EnglishPortugueseSpanish

Considerado o investimento com o melhor rendimento em 2020, o bitcoin segue em ascensão neste ano. Nesta terça-feira (13), a criptomoeda ultrapassou os US$ 62 mil (R$ 358 mil, em conversão direta) e acumulou mais um recorde de cotação — a última marca histórica do ativo tinha acontecido no dia 13 de março, quando atingiu o valor de US$ 60 mil.

Às 5h30 (horário de Brasília), o bitcoin atingiu cotação de US$ 62.732. Isso significa um aumento em seu valor de 114% desde o início de 2021.

publicidade

“É um sinal importante, pois indica que cada vez é mais improvável que os reguladores decidam mostrar-se mais duros com o setor”, apontou Naeem Aslam, analista da AvaTrade.

Esse crescimento, naturalmente, tem chamado a atenção das empresas e de investidores. A carteira digital PayPal, por exemplo, passou a aceitar pagamentos em bitcoins e outras criptomoedas em compras realizadas nos Estados Unidos. A rival Mastercard, por sua vez, deverá liberar pagamentos em moedas digitais ainda este ano.

Em março deste ano, a Tesla, do bilionário Elon Musk, passou a aceitar bitcoins nas compras de seus carros elétricos. Já o BTG Pactual lançou o primeiro fundo de bitcoin de um banco brasileiro também no mês passado.

Ilustração de bitcoin
Bitcoin tem acumulado recordes nos últimos meses. Foto: Tom Stepanov/Shutterstock

Leia mais:

Valorização ou bolha?

Apesar da euforia da valorização do bitcoin, alguns especialistas temem que, em algum momento, essa “bolha” possa estourar.

“O risco de explosão da bolha do bitcoin continua existindo”, reforçou Ipek Ozkardeskaya, analista da Swiss Quote.

A lógica é simples: a criptomoeda se valoriza quando há muitos compradores, mas perde valor quando não há interesse em adquirir a moeda. Inclusive, essa dinâmica pode gerar bolhas com os investimentos e, sem a cautela necessária, o investidor pode “quebrar a cara”.

Em 2017, por exemplo, o bitcoin iniciou o ano a menos de US$ 1 mil e terminou o ano cotado a US$ 20 mil. O problema é que no ano seguinte, a criptomoeda apresentou uma queda brusca e retornou para um nível inferior a US$ 4 mil.

Se adaptado o conselho do Tio Ben, parente do Homem-Aranha, para advertir investimentos com a criptomoeda, o aviso seria algo como “com grandes volatilidades vêm grandes responsabilidades”.

Fonte: Exame