A Apple confirmou em carta à senadora norte-americana Amy Klobuchar que enviará um representante para uma audiência no senado sobre mercados digitais, que terá foco especial na App Store (loja de apps do iOS) e Play Store (loja de apps do Android).

Na última sexta-feira representantes do Comitê Judiciário do Senado enviaram uma carta ao CEO da Apple, Tim Cook, exigindo que a companhia enviasse um representante à audiência e acusando-a de se recusar a participar.

publicidade

“A mudança repentina de curso da Apple em se recusar a fornecer em abril uma testemunha para depor perante o subcomitê sobre questões de competição nas lojas de aplicativos, quando a empresa está claramente disposta a discuti-las em outros fóruns públicos, é inaceitável”, escreveram os senadores na carta. “Instamos fortemente a Apple a reconsiderar sua posição e a fornecer uma testemunha para depor perante o subcomitê em tempo hábil.”

Leia mais:

A Apple se disse “surpresa” com a carta e que sempre teve intenção de participar, mas simplesmente pediu uma data alternativa. “Temos um profundo respeito pelo seu papel e processo neste assunto”, disse a empresa em sua resposta a Klobuchar e ao senador Mike Lee, segundo a Bloomberg.

A empresa enviará Kyle Andeer – que já a representou perante o senado e vários estados – em 21 de abril, como pedido. “Estamos ansiosos por compartilhar nossa perspectiva sobre nossa App Store”, diz a carta.

Tim Cook
Tim Cook, CEO da Apple, recebeu carta de senadores dos EUA exigindo que a empresa participasse da audiência. Imagem: John Gress Media Inc/Shutterstock

Segundo Klobuchar, a audiência tem como objetivo descobrir “se a Apple e o Google estão usando seu poder como guardiões das lojas para cobrar altas taxas e impor restrições que suprimem a concorrência em aplicativos móveis e mercados relacionados, e a participação de ambas as empresas na audiência é necessária”.

Ela acrescentou que as empresas “têm o poder de controlar como e se os desenvolvedores de aplicativos móveis podem alcançar os usuários de aplicativos e, em última análise, quais aplicativos terão sucesso”.

Fonte: The Verge