EnglishPortugueseSpanish

A Apple reservou esta terça-feira (20) para realizar o Spring loaded, evento com diversas novidades sobre os produtos da big tech. A apresentação começa às 14h (horário de Brasília). Mas, o que esperar da empresa da maçã?

Leia mais:

publicidade

iPad

A expectativa é que os iPads sejam os protagonistas do evento. O tablet da Apple deve ganhar uma versão de entrada, um novo modelo mini e outro iPad Pro.

Esse último deve receber as maiores mudanças. Os aparelhos com telas de 11″ ou 12,9″ vão receber o chip A14X, que pretende alinhar o desempenho do tablet com os Macs embarcados com o chip M1, e câmeras aprimoradas.

O modelo com a tela maior ainda terá um display como iluminação em mini-LED, melhorando as cores, com recursos de escurecimento e maior contraste. Há ainda a possibilidade de uma porta Thunderbolt, permitindo a compatibilidade com mais acessórios.

Supostas imagens vazadas dos novos iPads. Imagem: Sonny Dickson/Reprodução

Já o novo iPad mini pode deixar de ser, assim, tão mini. De acordo com o analista chinês Ming-Chi Kuo e o portal japonês Mac Otakara, o modelo renovado com tela mini-LED pode ter entre 8,4″ e 9″ e visual parecido com o iPad Air 3.

O grande problema para os usuários dos aparelhos será o aumento de preço nos modelos Pro, que já custam a partir de R$ 9.999 no Brasil. Por sua vez, a versão inicial e o iPad mini vão manter as faixas de valores atuais. No Brasil, por exemplo, o iPad mini (5ª geração) custa a partir de R$ 4.799, enquanto o modelo mais simples é R$ 3.999.

Apple Pencil

Junto aos iPads, a Apple deve apresentar a terceira geração de sua caneta digital. Afinal, já faz quase três anos que a empresa lançou o modelo anterior. Agora, o objeto deve ficar disponível também na cor preta, além do já clássico branco.

Suposta imagem da Apple Pencil 3. Imagem: 9to5Mac/Reprodução

AirPods

Os fones de ouvido sem fio da Apple devem ganhar também uma repaginada. A terceira geração dos AirPods deve aproveitar o design do modelo Pro, mas com o tronco um pouco menor e borrachas de silicone nas pontas. Diferente da versão mais cara, esse modelo ainda não vai contar com a função de cancelamento de ruído ativo.

Novos AirPods deve ter esse modelo. Imagem: 52audio/Reprodução

Outra novidade nos acessórios é um sistema integrado de alívio de pressão, que equaliza a pressão no ouvido dos usuários e diminui o desconforto ao usar os fones por muito tempo. Já o estojo de carregamento deve ter um formato mais achatado e a adição de um LED na frente, que vai indicar a carga. As baterias, contudo, devem ficar com as mesmas cinco horas de reprodução contínua de autonomia.

Assim como o modelo Pro, a nova geração pode ter controles de toque disponíveis na superfície. Assim, os controles de toque único e duplo dos ‌AirPods‌ de primeira e segunda geração são dispensados. A versão pirata do acessório já circula por aí, mas os earbuds só devem ficar disponíveis no mercado entre o fim do primeiro semestre e o começo do segundo.

AirTags

Outra novidade que pode aparecer no evento são as AirTags, um tipo de rastreador que pode ser colocado em chaves, carteiras e outros itens. O dispositivo é um tipo de token físico para saber onde estão os objetos pessoais.

Ao se distanciar do dispositivo Apple vinculado, o usuário recebe uma notificação. Ele deve ser integrado ao aplicativo Buscar, presente em iPhones, iPads e Macs, mas sua aplicação é variada – será que dá para colocar também nas coleiras dos pets?

AirTags vão funcionar como um rastreador. Imagem: MacRumors/Reprodução

Apple TV

A nova Apple TV quer competir com mais força com os outros dispositivos de streaming. O controle remoto deve receber um upgrade, com um aplicativo que ajuda a encontrá-lo quando o usuário está buscando sem rumo entre as almofadas do sofá. Será algo parecido com o que já existe nos iPhones e iPads.

O processador será novo, um A14, e o foco vai para os games. O dispositivo, sugerem os rumores, vai rodar os jogos Apple Arcade. As mudanças pretendem melhorar alguns dos problemas presentes no gadget atual.

A versão atual é o Apple TV 4K. Imagem: Apple/Divulgação

Novidades para o futuro

O novo modelo SE dos celulares da Apple deve chegar ao mercado no segundo semestre, com tela de 6,06″ e Touch ID. A câmera principal vai se tornar dupla e o aparelho terá suporte à redes 5G. Ele ainda pode ganhar uma versão Plus, com processador A14 Bionic.

O aparelho deve chegar ao mercado apenas no segundo semestre. Imagem: Apple/Divulgação

iMac

A principal novidade na linha de desktops da Apple a ser apresentada é o sucessor do descontinuado iMac Pro de ponta. Por enquanto, as lojas ainda vendem o que resta dos estoques do modelo. A versão mais básica segue à venda normalmente, entretanto.

Agora, a empresa da maçã deve lançar uma nova linha de computadores equipada com processador Apple Silicon, desenvolvido internamente. A linha completa deve terminar a transição em até dois anos.

O MacBook Pro com tela maior é um dos que vai receber o processador Apple Silicon. Imagem: Apple/Divulgação

Rumores citam ainda novos modelos do Mac mini, MacBook Air e MacBook Pro com uma nova versão do Apple Silicon. O primeiro deve ter o acréscimo ainda de entradas Thunderbolt, subindo de duas para quatro portas. Já o último deve ganhar um novo design, com telas de 14″ e 16″, e de aparência mais quadrada, similar ao que o iPhone 12 recebeu. A Touch Bar, “tela” que fica acima do teclado, deve ser removida e a Apple pretende trocá-la por teclas em toda a linha de portáteis.

Apple Glass

Por fim, e um pouco menos possível do que os outros rumores e vazamentos, um dispositivo de realidade aumentada (RA), algo que a companhia já desejava há tempos. O Apple Glass trabalharia (ou trabalhará?) em comunicação com um iPhone. O kit completo de RA, porém, incluiria também um robusto headset, com capacidade de escaneamento 3D e detecção avançada de pessoas.

Agora, é só esperar até esta terça-feira (20).

Mockup de óculos de realidade aumentada da Apple
O Apple Glass deve ser integrado ao iPhone. Imagem: @techweartrend/Instagram

Via: MacRumors, 9to5Mac