EnglishPortugueseSpanish

Novas plataformas de streaming chegam ao mercado e a Netflix, principal nome do semente, sente o impacto. O crescimento da gigante do entretenimento desacelerou no primeiro trimestre de 2021, em comparação com o mesmo período de 2020.

Mas, além das concorrentes, outro fator também foi importante na desaceleração. Os três primeiros meses de 2020 representaram justamente o começo da pandemia de coronavírus, o distanciamento social e o lockdown em diversas partes do mundo. Ficar em casa fez com que as pessoas buscassem formas de passar o tempo.

publicidade

Para o ano atual, a plataforma de streaming pretende gastar US$ 17 bilhões, com as restrições por causa da pandemia caindo e a retomada dos projetos. Séries como ‘The Witcher‘, ‘Sex Education’ e ‘You’ voltam em 2021, além do último filme da trilogia ‘A Barraca do Beijo’, ‘Red Notice’, com Gal Gadot e Ryan Reynolds, e ‘Don’t Look Up’, com Leonardo DiCaprio e Jennifer Lawrence.

Leia mais:

Cenário “pré” e “pós” pandemia de Covid-19

Entre janeiro e março do ano passado, a Netflix ganhou 16 milhões novos assinantes. Agora, nos mesmos três meses de 2021, o número foi de “apenas” 3,98 milhões de subscritos. Com a vacinação acelerando em alguns países, principalmente nos Estados Unidos, que já imuniza pessoas a partir dos 16 anos, o isolamento já não é tão necessário.

A Covid-19 também implicou no atraso de diversas produções originais da plataforma, algo que a Netflix acreditar ser outro motivo na redução. “Continuamos a esperar um secundo semestre forte, com a volta de novas temporadas dos nossos grandes hits e uma animadora lista de filmes“, diz o documento da empresa aos acionistas.

A Netflix soma 208 milhões de assinantes pelo mundo. Imagem: freestocks.org/exels

Agora, o streaming totaliza 208 milhões de assinantes no mundo inteiro. Porém, o número é menor do que a expectativa, de 210 milhões. Apesar disso, os lucros da companhia só crescem. Em 2019, por exemplo, o lucro anual foi de US$ 1,87 bilhões (R$ 10,4 bilhões, na cotação desta terça-feira, 20, com o dólar a R$ 5,57).

Nos três primeiros meses de 2021, o valor já é de US$ 1,7 bilhões (R$ 9,46 bilhões). Esse total é mais de US$ 700 milhões (R$ 3,89 bilhões) superior ao de 2020. A receita da Netflix também cresceu 24%, alcançando US$ 7,1 bilhões (R$ 39,5 bilhões).

Em todo o ano de 2020, a Netflix ganhou 37 milhões de assinantes, a maioria no primeiro semestre. Além do lockdown, a empresa beneficiou da ausência de disputas esportivas e outros eventos ao vivo.

Via: CNN Business / Deadline / Engadget / Business Insider


Experimente o Disney+. Clique aqui e Assine agora!