Israel registra “eficácia reduzida” da vacina da Pfizer contra variante indiana

A vacina da Pfizer é menos eficaz contra uma variante indiana da Covid-19, é o que diz uma análise realizada em Israel. O país detectou pelo menos oito casos da Cepa e anunciou nesta terça-feira (20) os primeiros resultados da investigação.

“A impressão é que a vacina Pfizer tem eficácia contra ela, embora com eficácia reduzida”, disse o diretor-geral do ministério da saúde, Hezi Levy, à rádio pública de Kan.

O país encontrou sete pessoas com a variante indiana que vieram do exterior. Um outro caso já tinha sido detectado anteriormente. A índia é atualmente um dos países com o maior número de mortes diárias por Covid-19 e os números estão aumentando.

Variante indiana

Os indianos passam pela pior crise de saúde pública desde o começo da pandemia. “A enorme pressão sobre os hospitais e o sistema de saúde agora significará que um bom número de pessoas que teriam se recuperado se tivessem acesso aos serviços hospitalares podem morrer”, afirma Gautam I. Menon, professor da Universidade Ashoka.

Leia também: 

O Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, cancelou uma viagem que faria ao país asiático e disse que está investigando a variante indiana após ela ter sido detectada em solo britânico.

Em compensação, Israel é um dos países onde a vacinação mais avançou. Cerca de 80% da população com mais de 16 anos já recebeu o imunizante e o número de novos casos caiu consideravelmente. No último fim de semana, inclusive, foi suspensa a obrigatoriedade do uso de máscaras nas ruas.

“O índice de infecção está muito baixo em Israel graças ao sucesso da campanha de vacinação, por isso é possível suavizar as medidas”, disse o ministro da Saúde, Yuli Edelstein, no anúncio.

Via G1

Esta post foi modificado pela última vez em 20 de abril de 2021 14:16

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Lucas Soares