A Apple vai permitir a volta do Parler à App Store. A empresa manifestou a decisão por meio de uma carta a legisladores enviada na última segunda-feira.

O aplicativo é tido como o preferido da extrema-direita norte americana, e foi removido da loja de aplicativos após a invasão ao Capitólio, ocorrida no último dia 6 de janeiro.

publicidade

A Apple negou algumas apelações do Parler, alegando que a plataforma abrigava conteúdos questionáveis, incluindo discurso de ódio, ofensas e ameaças que promoviam a supremacia branca. Mas após a empresa anunciar mudanças na política de uso, a marca da maça vai permitir a volta do app na loja de aplicativos.

Em carta enviada a dois senadores republicanos, a Apple informou que a versão revisada do Parler seria aprovada e lançada ao público em breve.

Apesar da volta à App Store, o Parler continua banido da Play Store, a loja de aplicativos dos aparelhos Android, e do Amazon Web Services, que é o serviço de hospedagem de sites da empresa de Jeff Bezos.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!