EnglishPortugueseSpanish

As vacinas da Pfizer e da Moderna contra a Covid-19 são seguras para mulheres grávidas, de acordo com um estudo preliminar desenvolvido pelo Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos e publicado no “New England Journal of Medicine”.

A pesquisa acompanhou 35.691 gestantes com idades entre 16 e 54 anos, imunizadas no período de dezembro de 2020 a 28 de fevereiro de 2021. O grupo foi dividido em duas partes: uma recebeu a vacina da Pfizer e a outra, a da Moderna.

publicidade

Grávidas só relataram dor no local da injeção

Após a aplicação das duas doses dos imunizantes, os cientistas do CDC concluíram que “os achados preliminares não mostraram sinais de riscos de segurança óbvios entre as gestantes que receberam vacinas”.

Ainda de acordo com o estudo, o único ponto negativo destacado pelas gestantes imunizadas foi a dor no local da injeção. O relato foi feito com mais frequência por grávidas do que por mulheres não grávidas.

Imagem mostrando uma mulher de gestação avançada, acariciando a barriga
Imagem: Gina/MotionArray

Leia também:

Transferência de anticorpos

Os pesquisadores destacam que há indícios de que a vacinação de gestantes pode, inclusive, proteger os bebês. “Além de a vacinação proteger as mulheres contra Covid-19 e suas complicações durante a gravidez, evidências vêm mostrando a transferência pela placenta de anticorpos contra o Sars-CoV-2 após a vacinação durante o terceiro trimestre, o que sugere que a vacinação materna pode fornecer algum nível de proteção ao recém-nascido”, avaliam.

Por outro lado, os cientistas ressaltam que ainda não há dados confirmados sobre a transferência de anticorpos e que essa possibilidade só poderá ser confirmada com o acompanhamento a longo prazo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!