Já imaginou receber seu salário em moedas digitais do seu próprio país ao invés do bom e velho dinheiro físico? Pois na China essa já é a realidade de alguns trabalhadores. Nessa segunda-feira (26), a gigante chinesa de e-commerce JD.com admitiu pagar parte de seus funcionários com o yuan digital desde janeiro deste ano.

Não se assuste caso nunca tenha ouvido falar do yuan digital. Na verdade, trata-se da nova moeda digital chinesa que visa eliminar o dinheiro físico. Inclusive, o projeto foi responsável por tornar a China a primeira potência a criar sua própria moeda digital.

publicidade

O yuan digital tem sido testado no país asiático desde 2020 — e estava sob análise desde 2014. Em setembro do ano passado, a JD.com tornou-se parceira do Pagamento Eletrônico de Moeda Digital da China (DCEP) para participar dos testes com a moeda.

Deu certo. Tanto que a varejista, concorrente do Alibaba, tornou-se a primeira plataforma online a aceitar a moeda digital chinesa. Apenas durante a primeira semana de adoção, em dezembro, a JD.com recebeu quase 20 mil pedidos financiados pelo DCEP.

Fachada da empresa JD.com
Gigante chinesa de e-commerce é uma das companhias empenhadas em acelerar a adoção do yuan digital no país. Foto: testing/Shutterstock

Leia mais:

Um mês depois, a companhia resolveu ousar nos experimentos e passou a pagar alguns de seus funcionários com o yuan digital. E o ato pode ser replicado por outras companhias do país.

Isso porque as principais empresas de tecnologia da China têm participado de forma ativa para construir o ecossistema digital do yuan. O Didi, “Uber da China”, também passou a disponibilizar pagamentos em yuan digital.

A Huawei, por sua vez, estreou uma carteira em um de seus modelos de smartphone que permite aos usuários gastar yuan digital de forma instantânea, mesmo se o dispositivo estiver offline.

Pouco a pouco, as empresas do país deverão incorporar a moeda digital cada vez mais em suas operações. O processo deverá ser semelhante ao período de surgimento das criptomoedas.

Isso significa que, por mais tecnológico e futurista que seja, receber salários em yuan digital deve ser apenas o início da formação de um ecossistema da moeda na China.

Fonte: The Crunch