Em fevereiro de 2020, o grupo de dança “Fenômenos do Semba” postou no Facebook um vídeo coreografando a música “Jerusalema Ikayalami”, fazendo o maior sucesso no continente africano. Entretanto, os artistas, que são de Angola, viram sua história mudar quase um ano depois, quando o viral #JerusalemaChallenge rompeu fronteiras no mundo todo.

jerusalemachallenge
“Fenômenos do Semba” participou das comemorações pelos 12 anos da TV Zimbo, emissora líder de audiência em Angola. / Imagem: Arquivo Pessoal Adilson Maíza

Tudo começou com uma simples festa de comemoração pelos cinco anos do grupo, em que o menu contava com cachupa, uma espécie de feijoada cabo-verdiana. Com os pratos na mão, os artistas começaram a fazer o que chamaram de “dança da família”, ao som de música sul-africana, de autoria do DJ Master KG e da cantora Nomcebo Zikobe.

publicidade

Com o grande sucesso, a dança acabou virando tema até mesmo de um desafio na internet: o #JerusalemaChallenge. Trata-se de uma espécie de corrente, em que alguém é desafiado e, caso aceite, deve gravar um vídeo reproduzindo a coreografia, sem esquecer desse detalhe: a comida no prato não podia cair.

Cumprindo a proposta, era a vez de desafiar outra pessoa a fazer o mesmo. O #JerusalemaChallenge pode entrar para a história como símbolo de esperança contemporâneo sem precedentes da crise global da pandemia de Covid-19.

Dançarinos ainda não conhecem os criadores da música pessoalmente

O “Fenômenos do Semba” nasceu em 2015 e conta com sete integrantes, liderados pelo professor Adilson Maíza, bailarino, coreógrafo de danças africanas e técnico superior de gestão aeronáutica. Hoje, o grupo tem uma agenda cheia de aulas e eventos que incluem até mesmo encontros com presidentes.

Leia mais:

Com o sucesso do vídeo viral, “Jerusalema Ikayalami” passou a liderar as paradas de sucesso. Além disso, a música foi transmitida mais de cem milhões de vezes no Spotify. Foi o hit número um do aplicativo em 2020 na Holanda, Luxemburgo, Portugal, Bélgica, África do Sul, Espanha, Romênia e Suíça, e a música mais pesquisada globalmente no Shazam.

Segundo Adilson, o grupo ainda não conhece pessoalmente o DJ Master KG. “Nós ainda não tivemos um contato direto com o músico, mas quando ele percebeu que foram jovens angolanos que criaram o ‘challenge’, ele passou a nos seguir nas redes sociais. Numa das entrevistas [que deu] a canais de televisão internacional, ele mencionou que realmente fomos nós que criamos isso e fizemos com que a música dele se tornasse viral a nível mundial”.

Fonte: UOL