Categoras: Produtos e Reviews

Chip ‘M2’ da Apple deve entrar em produção no segundo semestre, indica rumor

A próxima geração do processador desenvolvido pela Apple, apelidado como ‘M2’, pode ter iniciado o seu ciclo de produção neste mês. O rumor, divulgado pelo portal Nikkei Asia nesta terça- feira (27), indica que o sucessor do chip M1 estará disponível em julho. A novidade, inclusive, pode ser incluída nos novos MacBooks Pro, que deverão ser apresentados pela empresa de Cupertino no segundo semestre.

Como seu antecessor, o ‘M2’ será um SoC (system-on-a-chip), ou seja, todos os seus componentes (unidades de processamento centrais, gráficas e aceleradores de inteligência artificial) funcionarão integrados em um único chip.

O chipset será produzido pela taiwanesa TSMC, principal fornecedora de componentes da Apple, usando a tecnologia de produção 5 nanômetros plus (N5P). Por enquanto, ainda não foram revelados mais detalhes sobre as especificações do sucessor do chip M1.

Chip M1 surpreendeu em desempenho e autonomia de bateria

Apresentado pela Apple em novembro do ano passado, o chip M1, segundo a empresa, oferece ao usuário desempenho até 85% superior se comparado com um iMac com CPU Intel e mais autonomia de bateria.

A companhia já utiliza o chipset no recém-anunciado iMac e no novo iPad Pro. No entanto, apesar das vantagens, o SoC da Maçã ainda tem algumas limitações que podem ser resolvidas na sua segunda geração.

A nova geração do iMac, disponível em sete cores e baseada no chip M1, permite que o computador tenha apenas 11,5 mm de espessura. Imagem: Apple/Reprodução

O chip M1 suporta, por exemplo, apenas duas portas Thunderbolt e uma única saída para um monitor externo. Além disso, ele ainda não supera os Macs com CPU Intel de última geração em algumas tarefas. Sua GPU também ainda não corresponde ao poder das placas de vídeo incluídas nos iMacs e MacBook Pros de ponta.

A expectativa é que o ‘M2’ mude este cenário, oferecendo mais desempenho, compatibilidade com o uso de mais portas Thunderbolt, além de permitir o uso de pelo menos dois monitores externos.

Leia mais:

Outros rumores indicam que a Apple está desenvolvendo um sucessor para o M1 com 20 núcleos de processamento, mais que o dobro do chip original. O processador será destinado para os portáteis de última geração da empresa. Já os desktops, como o Mac Pro e iMac Pro, podem contar com chips de até 32 núcleos.

Fonte: Nikkei Asia

Esta post foi modificado pela última vez em 27 de abril de 2021 18:10

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Gabriel Sérvio