EnglishPortugueseSpanish

Nesta quarta-feira (28), o governador João Doria (PSDB) anunciou que o Instituto Butantan irá antecipar a entrega de 600 mil doses da Coronavac para o Ministério da Saúde. A entrega era prevista para 3 de maio e deve acontecer na próxima sexta-feira (30).

O governador agradeceu a antecipação de entregas da Coronavac ao trabalho dos profissionais do Instituto Butantan: “Graças ao trabalho em quatro turnos de profissionais do Butantan, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados.”

publicidade

Dória também ressaltou que a Coronavac é responsável pela maior parte da imunização no País e que “de cada dez brasileiros, oito estão recebendo no braço a vacina do Butantan”, disse.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, atribui o fato à necessidade de alguns Estados de aplicar a segunda dose da vacina, por mais que não seja o caso de São Paulo. Ele informou que espera uma posição do laboratório chinês Sinovac sobre a entrega de 3 mil litros do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para produção da Coronavac.

Leia também: 

Fonte: UOL

Doria anuncia que produção da Butanvac começa nesta quarta (28)

Em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (28), o governador de São Paulo, João Doria, anunciou que o Instituto Butantan vai começar a produzir as primeiras doses da Butanvac ainda hoje. A divulgação ocorre mesmo sem o imunizante ter recebido aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar testes clínicos em humanos.

O primeiro impasse com a Anvisa aconteceu na última terça-feira (27), quando a mesma negou a autorização para o estudo. A agência afirmou que o pedido de testes da Butanvac estavam incompletos e não atendiam os requisitos técnicos.

Para saber mais, acesse a reportagem do Olhar Digital.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!