EnglishPortugueseSpanish

Elon Musk afirmou que a próxima atualização do sistema Full Self-Driving (autocondução completa, na tradução literal) da Tesla – ou seja, o software que tenta fazer com que o veículo tenha direção totalmente autônoma – está apenas a duas semanas do lançamento e será de “explodir mentes”.

Mesmo em fase de testes, a montadora de carros elétricos está testando o que seria a versão “final de recursos” do pacote Full Self-Driving (FSD). Alguns milhares de clientes e funcionários estão tendo a oportunidade de por meio do chamado “programa de acesso antecipado”.

publicidade

Nos últimos meses, o CEO da Tesla tem falado sobre uma nova geração do software FSD (v9) nos carros elétricos. A principal mudança será a remoção da dependência de leituras de radar e, em vez disso, tudo será feito por meio de visão computacional baseada em câmeras.

A atualização foi adiada algumas vezes, mas Musk agora diz que o update está apenas “a duas semanas de distância”. Respondendo fãs no Twitter, o CEO afirmou que acredita que a nova atualização de software vai “explodir sua mente” (confira acima).

A tecnologia inclusa na atualização do FSD, ainda segundo Elon Musk, está provando que o sistema apenas de visão “é mais seguro” do que atual, que mescla visão do carro com auxílio de radares.

Sistema de direção totalmente autônoma de Tesla impressiona em teste. Imagem: Youtube/Reprodução
Sistema de direção totalmente autônoma de Tesla impressiona em teste. Imagem: Youtube/Reprodução

A versão beta do software, no entanto, ainda não é considerada uma autocondução, porque o motorista ainda é responsável pelo veículo e precisa estar pronto para assumir o controle em todos os momentos. No entanto, a Tesla garante que o sistema executa todas as outras tarefas de direção de forma autônoma, incluindo dirigir em cruzamentos.

A montadora também espera poder continuar melhorando o FSD com o feedback dos clientes até que possa, enfim, reunir dados suficientes para mostrar que a direção por tecnologia é mais segura do que a feita por humanos.

Leia mais:

Mas ao mesmo tempo em que acredita na capacidade dos automóveis dirigirem sozinho de alguma forma, o próprio Musk já admite aos órgãos de regulamentação dos Estados Unidos (EUA) que os carros nunca serão totalmente autônomos e que o software ainda não estará tão completo quando for lançado oficialmente.

Fonte: Electrek

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!