EnglishPortugueseSpanish

Um lote com 220 mil doses da vacina contra a Covid-19 Oxeford/Astrazeneca chegou na tarde deste sábado (1º) ao Brasil. Os imunizantes desembarcaram às 17h, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

As vacinas foram importadas junto ao consórcio Covax Facility, coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Mais dois lotes devem chegar ao país até o final de domingo (2). As outras remessas somam mais 3,8 milhões de doses, totalizando as 4 milhões de vacinas previstas para maio e anunciadas pelo Ministério da Saúde.

publicidade

Leia mais:

As vacinas recebidas neste fim de semana são do mesmo tipo que as produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Depois do desembarque, as doses foram levados a Coordenação de Armazenagem e Distribuição Logística de Insumos Estratégicos para a Saúde (COADI) do Ministério da Saúde, e em seguida serão distribuídas conforme o Plano Nacional de Vacinação (PNI).

No mês de março, o Brasil recebeu um total de 1 milhão de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, cujos lotes foram fabricados na Coreia do Sul pelo laboratório BK Bioscience. O país tem direito a receber 10,5 milhões de doses do consórcio.

Qual a diferença entra a vacina trivalente e tetravalente (quadrivalente) contra a gripe?
Até agora foram aplicadas 42,9 milhões de doses de vacinas no Brasil. Imagem: Governo de São Paulo

O Covax Facility é uma aliança internacional da OMS. O objetivo do consórcio é acelerar o desenvolvimento e a fabricação de vacinas contra a covid-19 e garantir acesso igualitário à imunização.

O grupo conta ainda com a participação da Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias (CEPI), a Aliança Mundial para Vacinas e Imunização (Gavi), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Além das vacinas importadas através do Covax Facility, outras doses de imunizantes estão sendo entregues neste fim de semana. Na sexta-feira (30), foram 420 mil doses da CoronaVac, vacina produzida pela parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac. O Sistema Único de Saúde (SUS) recebeu também 6,5 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Via: Agência Brasil