EnglishPortugueseSpanish

Um dos homens mais ricos do mundo – e dependendo do dia, o mais rico -, Elon Musk não aceita receber seu salário da Tesla. No entanto, o CEO ainda tem um “plano de compensação” generoso vindo da montadora de carros elétricos, que tem o potencial de render a ele cerca de US$ 30 bilhões (cerca de R$ 163 bilhões) somente em 2021.

A verdade é que, de acordo com o balanço financeiro da Tesla, é apontado que Musk mensalmente recebe um salário-mínimo pelos seus trabalhos (US$ 2.080/mês, conforme dados do governo da Califórnia), algo que ele não aceita. Porém, isso não significa que ele não seja compensado de alguma forma.

publicidade
Elon Musk. Imagem: Win McNamee/Shuttestock
CEO da Tesla, Elon Musk não recebe salário. Imagem: Win McNamee/Shuttestock

Em 2018, os acionistas da montadora de veículos elétricos aprovaram um plano de compensação muito generoso para o CEO, que consiste em uma quantidade importante de ações de mercado que ele pode ter acesso caso a Tesla atinja certos marcos, como aumentos na receita, avaliação positiva da marca e o “Ebitda” (sigla para “lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”). Confira abaixo os principais detalhes do plano:

Elon Musk não recebe salário da Tesla, mas seu plano de remuneração pode chegar a US$ 30 bilhões. Imagem: Tesla/Divulgação
Elon Musk não recebe salário da Tesla, mas seu plano de remuneração pode chegar a US$ 30 bilhões. Imagem: Tesla/Divulgação

Em 2020, Musk desbloqueou o “primeiro nível” de seu plano de remuneração e ganhou algo em torno de US$ 800 milhões (aproximadamente R$ 4 bilhões e 350 milhões). Ainda no mesmo ano, a Tesla gerou lucros de forma consistente e manteve uma alta capitalização de mercado – resultando em mais dinheiro nos bolsos do CEO, que desbloqueou mais três parcelas do plano de compensação.

Com a Tesla entregando mais de US$ 10 bilhões em receita e EBITDA de US$ 1,8 bilhão no primeiro trimestre de 2021, Musk teve acesso aos níveis 5 e 6 de sua forma de remuneração. O CEO, no entanto, ainda não desembolsou o dinheiro, de acordo com o site Electrek, mas quando o fizer, receberia mais de US$ 30 bilhões (quase R$ 163 BILHÕES!) em ações da Tesla – provavelmente tornando-o o executivo mais bem pago do mundo.

Leia mais:

E todo esse dinheiro e acesso a ações contempla apenas a metade do plano de remuneração previsto ao CEO. Ou seja, se a Tesla continuar avançando no mercado, Musk poderá desbloquear outras seis parcelas do tal plano de compensação e, assim, facilmente ganhar mais de US$ 100 bilhões (mais de R$ 500 bilhões!).

Fonte: Electrek

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!