O Ministério da Saúde vai realizar uma pesquisa a partir dessa quarta-feira (5) para descobrir em quais grupos sociais o coronavírus está mais presente. O levantamento vai fazer testes sorológicos para medir a presença de anticorpos contra a Covid-19 em 211 mil pessoas de 274 cidades brasileiras.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai ficar responsável pelos testes que terá como base a Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílio (Pnad) Covid-19. Os exames vão ser envidados para as unidades da Fiocruz no Rio de Janeiro e em Fortaleza (CE).

publicidade

Pesquisa com anticorpos contra Covid-19

Os objetivos da pesquisa são: descrever as características socioeconômicas, demográficas e epidemiológicas dos participantes da pesquisa; estimar a magnitude da infecção pelo novo coronavírus nas capitais e regiões metropolitanas; e permitir cálculos mais precisos de morbidade, anticorpos e letalidade da Covid-19.

Leia mais:

Os participantes ainda devem informar se tiveram algum sintoma da doença ou se testaram positivo em algum momento. Outras informações sobre a saúde desses grupos também vão ser coletadas.

Não existe uma precisão de quando o levantamento vai terminar, mas, segundo o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, o investimento na pesquisa com anticorpos contra Covid-19 vai ser de R$ 200 milhões. . “Negacionismo é negar o que o governo federal tem feito na pesquisa, na ciência e na tecnologia”, disse o chefe da pasta.

Com informações da Agência Brasil.