Pirataria é crime e os satélites Starlink, da SpaceX, sabem disso. Um usuário do Reddit fez o teste e tentou realizar um download ilegal para ver o que aconteceria. Ele logo recebeu uma mensagem alertando para o corte do serviço de internet se insistisse em baixar conteúdo pirata.

Sob o nome de “substrate-97”, o usuário Sam publicou uma captura de tela da mensagem que recebeu. “Estive baixando via Torrent sem usar uma VPN para ver o que aconteceria e finalmente recebi um aviso”, escreveu.

publicidade

Leia mais:

O BitTorrent é um protocolo de compartilhamento de arquivos em grande escala, mas que é muito usado para downloads ilegais, principalmente de conteúdo audiovisual. Já uma VPN serve para criptografar o tráfego na internet, protegendo a privacidade dos usuários.

Captura de tela com a mensagem da Starlink. Imagem: Reddit/Reprodução

A mensagem da Starlink destacava a violação de direito autoral. “Recebemos o aviso em anexo de um proprietário de conteúdo alegando que seu serviço de internet Starlink foi usado para fazer o download de material protegido por direitos autorais sem o direito de fazer isso”, começa a notificação.

O serviço de internet ainda sugere que o usuário entre em contato com o detentor dos direitos autorais se acha que há algum erro. Em seguida, a Starlink ressalta que baixar arquivos protegidos por esses direitos é uma violação da política de uso do serviço.

“Insistimos que você e/ou outros usuários do serviço Starlink evitem downloads ilegais de conteúdos protegidos por direitos autorais. Baixar materiais protegidos por direitos autorais sem licença pode levar à suspensão ou rescisão de seu serviço e colocá-o em risco de ação legal por parte do proprietário do conteúdo”, completa a mensagem.

De acordo com o site Futurism, o serviço de internet Starlink lista “violar direitos autorais, marcas, propriedade e outros direitos de propriedade intelectual da SpaceX ou de terceiros” como violações de seus termos de uso.

Na última terça-feira (4), a SpaceX lançou um foguete Falcon 9 carregando mais 60 satélites para a constelação Starlink, que irá fornecer acesso global à internet em banda larga. Agora, são 1.560 satélites em órbita.

De acordo com Elon Musk, CEO da SpaceX, mais de meio milhão de usuários se inscreveram para obter o serviço. A Starlink espera oferecer cobertura no Brasil “no final de 2021”.

Via: Futurism

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!