Vacina da Moderna tem 96% de eficácia em adolescentes

empresa farmacêutica Moderna declarou na noite desta quinta-feira (6) que sua vacina contra a Covid-19 tem eficácia de 96% entre adolescentes de 12 a 17 anos. Os indicadores foram divulgados como resultado dos primeiros testes clínicos do imunizante em voluntários desta faixa etária. 

Os ensaios contaram com 3.235 participantes, todos eles dos Estados Unidos, sendo que dois terços receberam a vacina e o restante apenas um placebo. O estudo demonstrou que a “eficácia da vacina contra Covid-19 foi de 96%; mRNA-1273 – princípio ativo da vacina – foi geralmente bem tolerado, sem problemas sérios de segurança identificados até o momento”. 

Durante os testes, foram identificados 12 casos de Covid-19 em até 14 dias depois da primeira aplicação. Para esses resultados intermediários, os voluntários foram acompanhados pelos pesquisadores por, em média, 35 dias após a aplicação da segunda dose, de acordo com o site Medical Xpress.

Leia mais: 

Em nota, a Moderna disse que todos os efeitos colaterais decorrentes da imunização foram de “gravidade leve ou moderada”. A maior parte delas envolveu dores no local da injeção após a primeira dose. Já depois da segunda aplicação, alguns voluntários se queixaram de dor de cabeça, fadiga, dores musculares e calafrios. Esses sintomas são os mesmos observados em adultos que receberam o imunizante. 

Vacinação de jovens

Pfizer e BioNTech também estudam eficácia de sua vacina em crianças. Crédito: Ira Lichi/Shutterstock

A Moderna declarou que atualmente está em discussões com agências regulatórias para alteração dos registros de sua vacina, visando autorizar a vacina para adolescentes entre 12 e 17 anos. Atualmente, a vacina da Moderna é certificada pela Administração Federal de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) apenas para maiores de 18 anos. 

Além da Moderna, a Pfizer e a BioNTech já solicitaram a autorização de sua vacina para adolescentes entre 12 e 15 anos nos Estados Unidos e na Europa. Na última quarta-feira (5), o Canadá se tornou o primeiro país a autorizar o imunizante da Pfizer para esta faixa etária. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal! 

Esta post foi modificado pela última vez em 7 de maio de 2021 11:20

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Kaique Lima