A Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) e a Axiom Space assinaram um contrato para que a primeira missão privada de astronautas à Estação Espacial Internacional (ISS) seja realizada em janeiro de 2022.

O voo espacial, designado Axiom Mission 1 (Ax-1), será lançado do Centro Espacial Kennedy, na Flórida. Uma vez atracados à ISS, os astronautas da Axiom passarão oito dias a bordo do laboratório orbital.

publicidade

Responsáveis pelo planejamento da missão na Nasa e na Axiom coordenarão as atividades em órbita conduzidas pelos astronautas particulares, em sintonia com os membros da tripulação da estação espacial e controladores de voo em solo.

Leia mais:

“Estamos entusiasmados em ver mais pessoas tendo acesso ao voo espacial através desta primeira missão privada para a estação espacial”, disse Kathy Lueders, administradora associada para exploração humana e operações na sede da Nasa.

A Axiom comprará da Nasa serviços para a missão como suprimentos para a tripulação, entrega de carga ao espaço, armazenamento e outros recursos em órbita para uso diário. A Nasa vai comprar da Axiom a capacidade de devolver à Terra amostras científicas que devem ser mantidas resfriadas durante a viagem.

“A primeira tripulação privada a visitar a Estação Espacial Internacional é um momento decisivo na expansão da humanidade para fora do planeta e estamos felizes em fazer parceria com a Nasa para isso acontecer”, disse o presidente e CEO da Axiom, Michael Suffredini.

“Um próspero mercado comercial em órbita baixa da Terra começa com a expansão do acesso a usuários sérios e não tradicionais, e esse é exatamente o objetivo de nossas missões com astronautas privados”, afirmou.

A tripulação da Axiom-1. Da esquerda para a direita: Michael López-Alegría, Larry Connor, Eytan Stibbe e Mart Pathy. Imagem: Axiom Space.

Para a missão Ax-1, a Axiom propôs Michael López-Alegría (cidadão dos EUA e Espanha), Larry Connor (dos EUA), Mark Pathy (do Canadá) e Eytan Stibbe (de Israel) como membros principais da tripulação.

Eles serão analisados ​​pela Nasa e seus parceiros internacionais, como é padrão para qualquer tripulação na estação espacial, e serão submetidos a testes de qualificação médica da Nasa para serem aprovados para voo. López-Alegría servirá como comandante da missão, com Peggy Whitson e John Shoffner como backups.

Assim que a tripulação proposta for aprovada na revisão e qualificação, os quatro membros treinarão para seu voo com a Nasa, parceiros internacionais e a SpaceX, que a Axiom contratou para lançamento e transporte até a estação espacial.

Durante o treinamento os astronautas irão se familiarizar com sistemas, procedimentos e preparação para emergências na estação espacial e na nave Crew Dragon. Com base nos planos atuais, o treinamento está programado para começar neste verão.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!