A estudante brasileira Isadora Vasconcelos venceu o “Concurso Cientista por um Dia 2020-2021″ da Nasa. A menina de 12 anos cursa o 7° ano da Escola Municipal Complexo Luiz Vaz de Camões, localizada no Recife, capital pernambucana, ganhou uma das categorias com uma redação sobre Ariel, um dos satélites naturais do planeta Urano.

A recifense se destacou na categoria Ensino Fundamental I, uma das três em disputa. Mais de 14 mil estudantes do mundo todo participaram do concurso. O título da redação de Isadora foi “Ariel: do mundo da fantasia para realidade de um mundo fantástico”.

publicidade

Leia mais:

Além de Ariel, os alunos poderiam escrever sobre Oberon e Titânia, outras luas de Urano. Todos os três satélites foram visitados pela sonda Voyager 2, lançada ao espaço em 1986. No texto, os jovens deveriam escolher uma delas como opção de retorno com outra espaçonave.

Em sua redação, Isadora Vasconcelos usou a princesa Disney de mesmo nome como inspiração. “Eu escolhi falar sobre esta lua, não só pelo nome que eu adoro, mas também porque eu amava a princesa Ariel. Era a minha princesa preferida. Quando eu era mais nova, pedia até para a minha mãe pintar o meu cabelo igual ao dela. Mas também achei a lua muito interessante, gostei de ler sobre ela e associá-la à princesa da Disney”, explicou a garota.

Isadora Vasconcelos, estudante brasileira vencedora de concurso da Nasa
Isadora Vasconcelos foi a vencedora nacional do “Concurso Cientista por um Dia 2020-2021” na categoria Ensino Fundamental I. Imagem: Iggor Gomes/Prefeitura da Cidade do Recife

A aluna da escola municipal entrou no concurso da Nasa enquanto integrante do Clube de Astronomia, criado pelo professor de geografia Alamy Veríssimo. Ele explicou que, com a pandemia da Covid-19, foi preciso ter ideias para animar os estudantes. “A família tomou posse do que é educação, não do que é escola. A escola entendeu a necessidade de dar recursos para que o professor pudesse ensinar e visse que era necessário se reinventar para motivar os alunos. Este tripé funcionou em função de um único objetivo, o de levar conhecimento”, disse o professor.

A lua Ariel foi descoberta em 24 de outubro de 1851, por William Lassell, astrônomo amador inglês, que usou a fortuna conquistada no ramo cervejeiro para financiar telescópios. Assim como os outros grandes satélites de Urano, Ariel é composta basicamente de silicato e água congelada. Lá também foi detectado dióxido de carbono.

As redações vencedoras do Concurso Cientista por um Dia 2020-2021, incluindo a da brasileira Isadora Vasconcelos, serão publicadas no site do Radioisotope Power Systems, da Nasa, que realiza a competição entre os jovens estudantes.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!