Se você é alguém que está entre os 42% dos homens com idade de 18 a 49 anos que possuem queda de cabelo moderada ou extensa, então já deve ter descoberto que a internet engloba todos os tipos de pílulas, cremes e soros que dizem restaurar ou engrossar os fios, por mais que não haja nenhuma evidência científica. O que não significa que não tenha realmente nada que possa ser feito, até porque uma das possibilidades é através de um boné com laser.

A tecnologia por trás do boné já existe há muito tempo e é denominada de terapia a laser de baixa luz, descoberta na década de 1960 por um médico húngaro chamado Endre Mester. Há anos, é usada em ambientes clínicos para tratar a queda de cabelo e foi aprovado como seguro e sem efeitos colaterais pelo FDA. 

publicidade

Mas como funciona a terapia a laser de baixa luz? Os tipos de lasers usados ​​na terapia não geram calor. A ideia é que a luz emitida aumente a circulação sanguínea na pele, transportando mais nutrientes, estimulando o metabolismo e também síntese protéica nas células do folículo piloso. Ou seja, o cabelo começa a crescer novamente.

Ao longo dos anos, a terapia a laser de baixa luz estava disponível somente em clínicas especiais. Atualmente, empresas como a Kiierr possibilitam a escalação de produtos como o boné para combater a calvice e ainda sem sair de casa.

O boné laser da empresa é um pequeno capacete que cabe dentro de qualquer boné de beisebol padrão. Em cerca de 30 minutos em dias alternados, há um crescimento ou espessamento do cabelo com 93% de eficácia. A média é obter resultados após três ou quatro meses.

Leia mais:

Fonte: Futurism

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!