A Xiaomi conseguiu ficar fora da “lista comercial proibida” dos Estados Unidos. Após uma série de reviravoltas e ações judiciais, o governo americano finalmente concordou em reverter a ordem executiva do ex-presidente Donald Trump.

A situação, embora favorável, ainda não é final: apesar do Departamento de Defesa ter removido a classificação da Xiaomi como “empresa militar comunista chinesa”, as partes ainda precisam preencher uma documentação com novos termos para atuação em solo americano. Isso deve acontecer até o dia 20 de maio.

publicidade

Ainda que a Xiaomi tenha escapado dessa lista, vale lembrar que a pressão sobre a China deve continuar: outras gigantes continuam banidas de fazer negócios nos Estados Unidos, como é o caso da Huawei e da ZTE.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!