Categoras: Cinema e Streaming

Cate Blanchett faz 52 anos: confira seus 5 projetos mais desafiadores

Nesta sexta-feira (14), Cate Blanchett vai assoprar as velinhas do bolo mais uma vez. Aos 52 anos, a australiana vem nadando contra a maré de uma indústria predominantemente machista, na qual a atividade das atrizes conta com prazo da validade. Mesmo a menos de uma década para atingir à terceira idade, Blanchett continua desafiando estereótipos, manifestando ideologias e entregando performances incríveis.

Com dois Oscars em sua prateleira e um IMDb repleto de papéis memoráveis, é até mesmo difícil elencar quais são seus personagens mais importantes. Por isso, que nesta data tão especial, o Olhar Digital resolveu elencar seus 5 projetos mais desafiadores.

Cate é um dos poucos atores a vencer um Oscar de atuação na categoria principal e na de coadjuvante. Créditos da Imagem: Shutterstock

Mas o que seria “desafiador” aqui? Em uma indústria onde mulheres — especialmente na medida em que envelhecem — ficam relegadas a interpretar mães, esposas, namoradas ou qualquer traço de persona sem escopo ou um pingo de profundidade, a carreira de Cate é repleta de grandes mulheres, seja na pele de uma elfa na trilogia ‘O Senhor dos Anéis‘ ou como uma lésbica no armário durante os anos 50 em ‘Carol‘.

E estes são apenas alguns exemplos dos personagens desafiadores que Blanchett interpretou ao longo de sua majestosa carreira.

Isso sem contar o que a atriz já fez por trás das câmeras, como presidir a 71ª edição do Festival de Cannes — ofício que também ocupou na 77ª edição do Festival de Veneza, ser a primeira embaixadora do Instituto de Cinema Australiano (Australian Film Institute), todos os projetos que já produziu e seu trabalho como voluntária do Alto‑Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

Cate Blanchett merece a nossa admiração e respeito. Parabéns, Cate!

Cate Blanchett faz 52 anos: confira seus 10 papeis mais desafiadores

A atriz Katharine Hepburn em ‘O Aviador’ (2004)

Uma comparação entre Cate Blanchett e Katharine Hepburn, papel interpretado por Blanchett em ‘O Aviador’, de Martin Scorsese. Créditos: Montagem

Tida como uma das maiores — senão a maior — atriz de todos os tempos, tente imaginar quão difícil deve ser dar vida a um dos maiores ícones da história do cinema. Mas Cate tirou de letra a tarefa em ‘O Aviador‘, de Martin Scorsese, em que interpretou a maior recordista de todo o Oscar, com 4 estatuetas, Katherine Hepburn.

Os maneirismos e tom de voz no ponto, aliados à maquiagem e figurino que tornaram similaridades entre as duas atrizes ainda mais destacadas, foram responsáveis por premiar Cate pela primeira vez com o prêmio da Academia, como melhor atriz coadjuvante, em 2005.

Você pode tirar suas dúvidas por conta própria e conferir ‘O Aviador‘ na Netflix.

A líder conservadora Phyllis Schlafly em ‘Mrs. America’

A minissérie ‘Mrs. America’ produção para o canal norte-americano FX em parceria com a plataforma de streaming Hulu. Créditos: Divulgação

Conhecida por ideais extremamente liberais e um grande ativista do feminismo, Cate ajudou a produzir a minissérie ‘Mrs. America‘, onde interpreta Phyllis Schlafly, a líder conservadora da vida real responsável por escrever “A Choice Not an Echo” (uma escolha e não um eco, em tradução literal), que serviu praticamente como um guia antifeminista para mulheres da geração.

Em ‘Mrs. America‘, que você confere pela DirecTV Go, Cate consegue até o impossível: de fazer o público criar empatia com uma mulher tão difícil, problemática, contraditória e preconceituosa. Em breve, a produção também poderá ser vista no Brasil pelos assinantes do Star+.

A misteriosa Carol Aird em ‘Carol’

Cate Blanchett em ‘Carol’, produção de Todd Haynes. Créditos: Divulgação

Adaptação do romance homônimo escrito por Patricia Highsmith, ‘Carol‘ conta a história de Therese Belivet (interpretada por Rooney Mara), uma atendente de loja de departamentos e sua rotina entediante. Mas tudo dá um giro de 180º ao conhecer Carol Aird, uma misteriosa mulher. Rapidamente, as personagens desenvolvem um relacionamento romântico.

A trama acontece durante os anos 50, uma era repleta de preconceitos e tabus, especialmente contra casais homossexuais. O filme traz excelentes atuações da dupla principal, além de um clímax arrebatador.

Produção do diretor Todd Haynes, o filme ‘Carol‘ pode ser conferido no Prime Video.

A viciada em remédios e álcool Jasmine em ‘Blue Jasmine’

Cate Blanchett vive personagem título em filme de Woody Allen. Créditos: Divulgação

Seu primeiro papel com um dos maiores e mais icônicos diretores do cinema norte-americano, Woody Allen, Cate Blanchett brinca de Blanche DuBois, personagem clássico de Vivien Leigh na adaptação da peça ‘Uma Rua Chamada Pecado‘, em ‘Blue Jasmine‘.

Jasmine é uma socialite viciada em pílulas e em álcool que atesta o desmoronar de sua vida fácil em fast forward. A produção é um presente para qualquer ator, pois a personagem permite que Cate explore uma faceta extremamente frágil e com um grande arranjo de emoções. Entre gargalhadas e crises de choro, Blanchett brilhou no roteiro de Woody Allen e contracenando com Sally Hawkins (‘A Forma da Água‘).

O intenso papel rendeu à australiana o seu primeiro Oscar como melhor atriz, em 2014. ‘Blue Jasmine‘ está disponível no Prime Video.

13 personagens em ‘Manifesto’

Manifesto é um filme experimental de Julian Rosefeldt. Créditos: Divulgação

Um filme, 13 personagens memoráveis: uma moradora de rua, uma operária de um lixão, uma executiva, uma cientista e uma apresentadora de TV estão entre algumas das personagens que o diretor Julian Rosefeldt extraiu da atriz.

E aposto como somente essa descrição rala te deixou com curiosidade de conferir sobre o que o longa-metragem experimental se trata.

Manifesto‘ pode ser alugado no YouTube por R$ 14,90.

Leia mais:


Experimente o Disney+. Clique aqui e Assine agora!

Esta post foi modificado pela última vez em 14 de maio de 2021 16:27

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Flávio Pinto