A Rússia colocou à venda uma de suas espaçonaves Soyuz, usadas para o transporte de astronautas entre a Terra e a Estação Espacial Internacional (ISS). O “módulo nº 738” foi usado na missão Soyuz MS-08, em 2018.

“Este módulo pode se tornar uma excelente vitrine para qualquer exposição pública ou privada dedicada ao aeroespacial”, diz um comunicado da Glavkosmos, subsidiária da agência espacial russa Roscosmos.

publicidade

O preço da espaçonave não foi divulgado pois, segundo Yevgeny Kolomiyev, porta-voz da Glavcosmos, é um “segredo comercial”. Compradores interessados deverão enviar pedidos através do site da Glavcosmos.

Soyuz TMA-7 em órbita. Imagem: Wikimedia Commons

Em março de 2018 a cápsula foi usada para enviar o cosmonauta Oleg Artemyev e os astronautas da NASA Andrew Feustel e Richard Arnold para a ISS. Depois de sete meses atracada à estação, ela foi usada para trazê-los de volta à Terra, pousando no deserto do Cazaquistão.

O diretor da Glavcosmos, Dmitry Loskutov, disse à agência de notícias russa RIA Novosti que não descarta no futuro a venda de “outros veículos espaciais, uma vez que sua missão seja concluída”.

Mas quem pensa em comprar a cápsula para usá-la em uma viagem ao espaço vai se decepcionar: ao contrário das Crew Dragon, da SpaceX, as Soyuz não são reutilizáveis e uma nova cápsula é fabricada para cada missão. Por isso a que está à venda é a de número 738

Leia mais:

Recentemente a Roscosmos anunciou que enviará uma atriz e um diretor à ISS para gravar o primeiro filme produzido no espaço. A atriz Yulia Peresild e o diretor Klim Shipenko vão embarcar em uma espaçonave Soyuz em 5 de outubro, e começarão seu treinamento como cosmonautas no início de junho.

O filme será chamado “Desafio”, e contará a história de uma cirurgiã que precisa operar imediatamente um cosmonauta que está doente demais para retornar à Terra.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!