A Virgin Galactic vai tentar realizar neste sábado seu primeiro voo suborbital a partir do Espaçoporto América, localizado no estado norte-americano do Novo México. A espaçonave será a VSS Unity, que já foi ao espaço em dois testes anteriores, em Dezembro de 2018 e Fevereiro de 2019. Em ambos os casos ela decolou do Mojave Air and Space Port na Califórnia.

A empresa já tentou um voo da Unity a partir do Espaçoporto América, em dezembro passado. Levada pela “nave mãe” VMS Eve, a Unity chegou a 15 km de altitude, como planejado, mas não conseguiu ligar o propulsor que iria levá-la pelos 85 km restantes até o espaço. Apesar da falha, os pilotos C.J. Sturckow e Dave Mackay pousaram a espaçonave sem incidentes.

publicidade
Voo suborbital da VSS Unity, da Virgin Galactic
Voo suborbital da VSS Unity, da Virgin Galactic

Segundo a Virgin Galactic, o defeito foi causado por “interferência eletromagnética” que fez com que os computadores de bordo da VSS Unity fossem reinicializados no exato momento em que o propulsor deveria ser acionado. A empresa fez modificações na espaçonave para evitar que ele aconteça novamente, e testar estas modificações é um dos objetivos do teste deste sábado.

O voo também incorporará todos os objetivos de teste originais, incluindo a avaliação dos estabilizadores horizontais atualizados e controles durante a fase propelida do voo, avaliando os elementos da cabine do cliente e testando a capacidade de transmissão ao vivo da nave ao solo”, disse a empresa em um comunicado divulgado nesta quinta-feira (20 de maio).

Leia mais:

Se tudo correr como planejado, a Virgin Galactic espera começar a operar voos turísticos suborbitais no início de 2022. Vale lembrar que a previsão original da empresa era de iniciar voos em 2015, mas o acidente com a VSS Enterprise durante um teste sobre o deserto de Mojave em 2014, que resultou na morte de um dos pilotos, fez com que a empresa redesenhasse o cronograma.

A espaçonave tem uma cabine interna luxuosa, capaz de levar seis passageiros por vez. Usando trajes customizados, eles experimentarão “vários minutos” de gravidade zero no ápice do voo, podendo apreciar a beleza de nosso planeta e a escuridão do espaço a partir de uma das várias janelas na cabine. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!