A Administração do Ciberespaço da China, apontou que mais de 105 aplicativos estão coletando e utilizando de maneira ilegal dados pessoais de usuários do país.

Na lista de apps que infringem a lei de privacidade de dados chinesa, é possível encontrar o LinkedIn, o Douyin, que é a versão chinesa do TikTok e o Kuaishow, aplicativo chinês que originou o Kwai.

publicidade

A nova regulamentação que está em vigor no país responsabiliza os provedores de aplicativos por coletar os chamados “dados excessivos de usuários”. Esses dados não possuem relação com serviços oferecidos e obrigam os usuários a autorizar o compartilhamento… sem deixar claro qual para qual finalidade.

De acordo com o South China Morning Post, o órgão de controle da internet na China definiu um prazo de até 15 dias úteis para que os aplicativos solucionem os problemas apontados.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!