Incrível! O Audi RS e-tron GT confirmou o sucesso no mercado brasileiro e, em menos de 24 horas, teve todas as unidades disponíveis vendidas. O primeiro esportivo 100% elétrico da marca foi apresentado ao mundo em fevereiro e chegou ao Brasil por R$ 949.990.

Na última semana, clientes puderam conhecer o veículo e as possibilidades de personalização em uma ação de testes no Autódromo Fazenda Capuava, em Mauá (SP). A pré-venda começou de forma oficial no dia 20 de maio, após a Première de apresentação do veículo no Youtube da marca, e esgotou na manhã do dia seguinte. A produção do veículo será iniciada nas próximas semanas e a entrega das primeiras unidades está prevista para setembro.

publicidade

Mas, caso ainda tenha interesse, saiba que o elétrico superesportivo permanece disponível para encomendas com prazo de entrega no início de 2022. Os novos interessados terão acesso ao catálogo da linha 2022 do Audi RS e-tron GT para escolher a personalização do modelo. As solicitações ocorrem pelo site oficial ou diretamente com a concessionária, de forma on-line.

Audi RS e-tron GT. Imagem: Divulgação
Sucesso absoluto! Em apenas 24h, Audi RS e-tron GT esgota no Brasil. Imagem: Divulgação

O Audi RS e-tron GT conta com mais de 1,4 milhão de combinações possíveis, criando um nível de personalização de acordo com o desejo do cliente. O modelo permite escolher a cor do veículo, da grade singleframe, capa do retrovisor, acabamento do interior do veículo, revestimento dos bancos, desenho de rodas, pinças de freio, design do volante e detalhes do acabamento interno, com quase todas as mudanças sem custo adicional.

O novo modelo totalmente elétrico da Audi oferece desempenho dinâmico e altamente esportivo. De acordo com a marca alemã, o veículo precisa somente de 3,3 segundos para acelerar de zero a 100 km/h. A velocidade máxima é de 250 km/h. O motor elétrico no eixo dianteiro também libera 175 kW, enquanto o motor na traseira libera 335 kW. A potência total é 440 kW e o torque total é 830 Nm. No modo boost, o poder do carro aumenta brevemente para 475 kW ou 646 cavalos (cvs).

Audi RS e-tron GT. Imagem: Divulgação
Traseira do Audi RS e-tron GT. Imagem: Divulgação

A bateria de alta voltagem do veículo pode armazenar 93 kWh de energia e integra 33 módulos, cada um deles compreendendo 12 células com revestimento externo flexível. As conexões, fusíveis e a principal unidade de controle estão localizadas embaixo do console central. A voltagem de 800 Volts do sistema permite alta potência contínua e abrevia o tempo de recarga. Além disso, reduz o peso e espaço necessário para a fiação.

Falando em recarga, a autonomia do carro é de 380 km no ciclo WLTP, sendo o primeiro veículo elétrico da Audi com três motores. A entradas de carregamento do RS e-tron GT estão localizadas atrás das rodas dianteiras e os dois lados apresentam conexões para corrente alternada (AC) e também para corrente direta (DC), do lado direito. O modelo pode carregar com 11 kW AC como padrão, o que permite que ele recarregue uma bateria por completo durante a noite.

Em um terminal DC com potência adequada, o gran turismo elétrico atinge um pico de capacidade de carga de até 270 kW. Isto permite que ele recarregue até 100 km em pouco mais de cinco minutos. A carga até 80% demora menos de 22,5 minutos em condições ideais.

Audi RS e-tron GT. Imagem: Divulgação
Audi RS e-tron GT esgotou no Brasil. Imagem: Divulgação

Outra novidade é que a Audi compôs um som único para o RS e-tron GT, com duas unidades de controle e amplificadores no compartimento de bagagem. Eles geram um áudio separando exterior e interior, que sai através de dois alto-falantes, fora e dentro do veículo. “Dados sobre a velocidade rotacional dos motores elétricos, carga, velocidade do veículo e outros parâmetros servem como base para o som digital e sintético, que oferece uma impressão autêntica do trabalho executado pelo sistema de tração”, detalha a marca, em comunicado oficial.

Além do Audi RS e-tron GT, há também a versão e-tron S Sportback – que pode ser encomendada em condição especial de pré-venda desde 20 de abril, a partir de R$ 780 mil. As diferenças são poucas: o modelo acelera de 0-100 km/h em 4,5 segundos e a velocidade máxima é de 210 km/h. São 503 cv de potência e 973 Nm de torque, o maior entre os modelos vendidos pela marca. A bateria de alta tensão tem uma capacidade de energia de 95 kWh.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!