A Nasa e a Boeing estão trabalhando na otimização das áreas usadas para a produção dos foguetes do Sistema de Lançamento Espacial (SLS, na sigla em inglês), na Michoud Assembly Facility (MAF), em Nova Orleans. A parte final da montagem núcleo do segundo foguete do sistema acontece no local e o trabalho se expande para produzir outros estágios para o veículo SLS Block 1B.

O plano para otimização da fábrica começou a ser delineado no final de 2019. Entre as mudanças traçadas está a reorganização do layout das áreas de produção para aumentar a eficiência do trabalho. O desejo do programa é chegar a uma taxa de entrega de um estágio básico e um estágio superior de exploração (EUS, sigla em inglês) por ano. A ideia exige a montagem simultânea de três unidades.

publicidade

Leia mais:

O contrato entre a Nasa e a Boeing para o desenvolvimento inicial dos estágios do SLS inclui a fabricação e montagem de dois núcleos e um conjunto de artigos de teste estruturais. Boa parte dessas estruturas de hardware do núcleo estavam disponíveis na MAF em 2017, quando as duas entidades focaram no processo geral para construção das peças.

A construção do primeiro núcleo foi concluída em janeiro de 2020, pouco depois do momento em que Nasa e Boeing iniciaram as discussões sobre a otimização da produção. “Toda a otimização da fábrica levará cerca de cinco anos para ser concluída, então não é um ‘ei, vamos mover essas três coisas e pronto’”, explicou Jennifer Boland-Masterson, diretora de operações da Boeing no MAF.

MAF Nasa Boeing
O segundo núcleo precisou mudar de lugar dentro da fábrica. Imagem: Nasa/Steven Seipel

O objetivo da melhoria na fábrica é garantir que o produto flua pelo local de maneira mais eficiente, além de permitir uma cooperação entre equipes de artigos semelhantes. “Por exemplo, gostaríamos que os tanques estivessem juntos. Temos o que é chamado de estruturas avançadas, que é seu intertanque e sua saia dianteira; gostaríamos que eles ficassem juntos”, emendou a diretora.

A Nasa e a Boeing ainda trabalham no layout futuro da área de trabalho da seção dos propulsores. O objetivo naquele espaço é fornecer um maior ambiente para que os funcionários se movimentem. As instituições também adquirem mais conjuntos de ferramentas e bancadas de trabalho para construir mais uma seção dos propulsores.

Via: Nasa Space Flight

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!