A hostilidade entre o governo da Índia e o Twitter ganhou um novo capítulo. A polícia de Deli, capital do país, esteve em alguns escritórios da rede social fechados por conta da pandemia da Covid-19. Inicialmente, o caso era dado como uma invasão, mas depois foi dito que os agentes foram levar um aviso à empresa.

O documento direcionado para o diretor-geral do Twitter na Índia fala sobre uma investigação em andamento no país após a rede social classificar postagens de líderes do governo e do partido governista BJP como conteúdo de origem duvidosa.

publicidade

No entanto, ao chegarem no local, os agentes deram de cara com as portas fechadas. Com o aumento de casos de Covid-19 na Índia, todos os funcionários do Twitter estão trabalhando em regime de home office.

Índia X Twitter

De acordo com a polícia local, o objetivo da operação era enviar uma notificação pedindo mais explicações sobre a classificação dos posts. Segundo as autoridades, as respostas da rede social foram “ambíguas”. No entanto, os agentes não responderam o motivo de não enviarem um e-mail ou realizarem um telefonema.

Leia mais:

Os tweets classificados como duvidosos pela empresa alegam que o principal partido de oposição criou um guia na internet de como prejudicar os esforços do governo para combater a pandemia. No entanto, um site indiano de checagem de fatos alegou que o documento mostrado pelos políticos no tweet era forjado.

A relação entre o Twitter e a Índia anda conturbada desde o começo do ano, quando protestos de agricultores passaram a ser organizados pelas redes sociais e o governo começou a solicitar a remoção de contas de opositores.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!