O CEO da Amazon, Jeff Bezos, usou a reunião anual de acionistas da empresa para comentar a aquisição do estúdio cinematográfico de Hollywood MGM. O negócio, que de acordo com o The Wall Street Journal, movimentará quase US$ 8,5 bilhões (aproximadamente R$ 45 bilhões, em conversão direta), “será um trabalho muito divertido”, segundo o executivo.

Bezos deixou claro que o interesse da empresa é no “vasto e profundo catálogo de propriedade intelectual” do estúdio, que inclui franquias como ‘James Bond/007‘, ‘Rocky/Creed‘, ‘Robocop’, ‘Survivor’ (o reality show que baseia o brasileiro ‘No Limite’) e ‘The Handmaid’s Tale‘, entre muitos outros.

publicidade

“E com o talento da MGM e do Amazon Studios, podemos reimaginar e desenvolver essa propriedade intelectual para o século 21”, completou o CEO. A compra da MGM pela Amazon levanta uma série de questões sobre como a gigante da tecnologia trabalhará a distribuição das produções nos cinemas e na TV.

Leia também:

Essa, porém, é uma questão que não será tratada por Bezos, que deixará seu cargo no próximo dia 5 de julho, dando lugar a Andy Jassy como CEO da Amazon. “Escolhemos essa data porque é sentimental para mim, no dia em que a Amazon foi incorporada em 1994, exatamente 27 anos atrás”, disse Bezos.

Amazon avalia comprar estúdio de cinema MGM por até US$ 9 bilhões, dizem sites. Imagem: Montagem/Fox Business/Reprodução
Amazon compra estúdio de cinema MGM por até US$ 8,5 bilhões. Imagem: Montagem/Fox Business/Reprodução

A aquisição deverá reforçar o intuito da Amazon de otimizar os seus serviços de streaming da Prime Video — que atualmente conta com cerca de 200 milhões de assinantes —, além de acirrar a concorrência em um setor que conta com gigantes como Netflix e Disney+.

Isso porque o estúdio MGM contém cerca de 4 mil filmes em seu catálogo, incluindo produções como ‘Nasce uma Estrela’ e ‘O Silêncio dos Inocentes’. O portfólio ainda contém aproximadamente 17 mil episódios de séries, incluindo ‘Stargate’, ‘Vikings’, ‘Fargo’ e ‘Teen Wolf ‘. Entre os programas não roteirizados, há ‘The Voice’, ‘Shark Tank’, ‘The Real Housewives of Beverly Hills’ e ‘The Hills’.

Com a operação confirmada e com os valores estimados, essa é a segunda maior aquisição já feita pela Amazon — a primeira envolve a compra da rede de supermercados americana Whole Foods, em 2017, por US$ 13,7 bilhões.

A aquisição não deve afetar o lançamento dos próximos filmes da MGM nos cinemas, como ‘007 – Sem Tempo para Morrer’. Como noticiado anteriormente pelo Olhar Digital, os orçamentos de distribuição e divulgação dos filmes de 2021 da MGM para as telonas já estão fixados.

Agora, a finalização da fusão entre Amazon e MGM precisa ser aprovada por órgãos regulatórios do mercado, o que pode demorar um pouco.

Via: The Hollywood Reporter