Na última terça-feira (25), as autoridades de San Jose, na Califórnia (EUA), aprovaram o projeto do Google que visa construir um mega campus na região. O “sinal verde” dado para a construção do “Downtown West”, nome dado ao campus, acontece após longos quatro anos de planejamento, ajustes e conversas da gigante com a prefeitura e moradores locais.

“Gostaríamos de agradecer à cidade e à comunidade por anos de engajamento e parceria verdadeira”, celebrou o diretor de Desenvolvimento do Google em San Jose, Alexa Arena. “Juntos, criamos uma base para um lugar equitativo e com foco no meio ambiente que representa o melhor de San Jose e do Google”, completou.

publicidade

A notícia é encarada como uma verdadeira vitória para o Google. Isso porque, durantes os últimos quatro anos, a big tech se esforçou para convencer os moradores de que a construção do campus seria benéfica para a região, atraindo empregos, otimizando a infraestrutura local, preservando o meio ambiente e promovendo avanços culturais.

Para isso, a gigante teve que enfrentar impasses como a alta dos preços de imóveis próximos da futura construção, preocupações sobre a altura dos futuros edifícios do Downtown West em virtude da proximidade do aeroporto e problemas com falta de vagas de estacionamento na área da SAP Center, arena do clube de hóquei San Jose Sharks.

Pouco tempo após uma reunião do conselho municipal de San Jose ocorrida na noite da terça, a prefeitura local divulgou a aprovação para a construção do Downtown West. “Estamos empenhados em ver isso até o fim”, afirmou Sam Liccardo, prefeito da cidade.

Prefeitura de San Jose, na Califórnia (EUA)
Projeto foi aprovado pela prefeitura de San Jose na última terça-feira (25). Foto: KENNY TONG/Shutterstock

Leia mais:

“Campus dos sonhos”

Projetado para ser um modelo para outros campis de tecnologia e para evitar a escassez de moradias no Vale do Silício, o futuro campus do Google não será nada parecido com as instalações corporativas tradicionais. Ao todo, serão 80 acres de terra no centro de San Jose, incluindo um espaço de 678 mil metros quadrados para escritórios, áreas verdes, quatro mil unidades habitacionais e locais para eventos e shows.

Área de construção do campus do Google
Local onde será construído o campus Downtown West, do Google. Foto: Google/Divulgação

Inclusive, mil unidades habitacionais serão destinadas para cidadãos de baixa renda — que recebem apenas 30% da renda média. Os preços exatos dessas moradias, no entanto, ainda não foram divulgados.

O campus do Google incluirá até 300 quartos de hotel e 800 residências para hospedagem de curto prazo para hóspedes corporativos do Google.

A ideia do projeto também baseia-se na sustentabilidade. Sem contar os parques e trilhas que serão construídos, os edifícios serão alimentados por energia solar, aproveitando a abundante incidência do Sol na região. Cerca de 65% da área do Downtown West poderá ser acessada por meio de bicicletas, transporte público ou mesmo a pé.

Parques do Downtown West
Downtown West terá diversas áreas verdes, como parques e trilhas. Foto: Google/Divulgação

Estima-se que o Google vai investir mais de US$ 1 bilhão para arcar com a infraestrutura de parques, calçadas e preservação de locais históricos. Os demais gastos incluem US$ 265 milhões em taxas de terra e infraestrutura e US$ 200 milhões em “benefícios da comunidade”.

Vale mencionar que, embora o Google seja proprietário de todos os 80 acres, mais da metade do projeto será alocada para espaços residenciais e públicos. Aliás, esse será o primeiro campus de uso misto da big tech e uma das maiores quando for concluído.

Mas isso deve durar algum tempo. Embora as construções devam ser iniciadas já no próximo ano, a obra pode levar de 10 a 30 anos para ser totalmente concluída.

Fonte: CNBC

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!