Os novos Model 3 e Model Y que saírem das fábricas da Tesla na América do Norte não vão contar mais com sensores de radar para dar assistência aos motoristas. A decisão foi tomada após o CEO Elon Musk expressar publicamente o desejo de confiar nas câmeras para alimentar o sistema avançado de direção autonôma do Autopilot, chamado Full Self–Driving.

A montadora de carros elétricos tem trabalhado e testado, de forma limitada, em uma versão do Autopilot baseada 100% em visão. Mesmo assim, o software batizado de Tesla Vision ainda não está pronto, e a decisão da empresa não explica completamente como o piloto automático vai funcionar sem o sensor de radar.

publicidade

Desde 2016, Musk declara que os radares não são necessários para desenvolver veículos semi e totalmente autônomos. Logo vamos saber se a nova aposta do bilionário vai dar certo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!