Você já viu os satélites Starlink sobrevoando o céu? Não raro, entusiastas – inclusive no Brasil – já registraram a passagem dos satélites pelo céu noturno. Mas como saber que os aparelhos sobrevoarão a sua região?

Um fã da SpaceX criou um site especificamente para isso. O Find Starlink (que também existe em versões para Android e iOS) permite que usuários procurarem os satélites Starlink ao vivo e escolham uma cidade em qualquer lugar do mundo para verificar quando e onde estarão por lá.

publicidade

O criador do projeto, que prefere permanecer anônimo, disse em entrevista ao site Businness Insider que lançou a página há dois anos para que ele, seu irmão e um amigo que moram em diferentes partes do mundo pudessem acompanhar o desenvolvimento da constelação.

“O Find Starlink foi criado três dias após o primeiro lançamento (24 de maio de 2019) porque eu queria ver os satélites e nenhum dos sites existentes rastreava o Starlink naquele momento”, lembra o criador do projeto.

Recentemente, a SpaceX completou a construção da primeira “camada” (shell) de sua constelação Starlink, com o lançamento do foguete Falcon 9 B1063 carregando 60 dos 1.737 satélites que agora fazem parte da rede.

Leia também:

Desenvolvido em uma noite, o site recebeu meio milhão de solicitações nos primeiros cinco dias de lançamento. Para receber informações sobre a passagem dos satélites, basta selecionar um local. Uma lista de datas e horas aparece, informando onde procurar para localizar a passagem da constelação pela sua região.

O Find Starlink avisa aos usuários que a previsão do tempo e visibilidade não são 100% precisas, pois a órbita dos satélites pode mudar. “Prefiro manter as expectativas do usuário baixas, então diria ‘tente por sua própria conta e risco’ e ‘não me culpe se você esperou do lado de fora no frio e não viu nada'”, disse o criador.

O site se limita a descrever as órbitas dos satélites de quatro a cinco dias após a SpaceX lançar um novo lote do Starlink. De acordo com o criador do projeto, uma semana após o lançamento os satélites são menos reflexivos e mais difíceis de ver do solo – a SpaceX reduz o brilho dos aparelhos entre 300 km e 550 km de altitude para não atrapalhar as observações astronômicas.

O projeto Starlink é voltado para telecomunicações, visando oferecer acesso rápido à internet em qualquer lugar do planeta. Atualmente, há 1.737 satélites do projeto em órbita. A meta da SpaceX é ter ao menos 1.680 na primeira fase de sua constelação. A empresa de Elon Musk espera oferecer cobertura no Brasil “no final de 2021”.

Antena Starlink em um telhado
O projeto Starlink deve oferecer internet rápida em qualquer lugar do planeta. Imagem: Shutterstock

O custo inicial para cada usuário da internet banda larga Starlink é de US$ 499 (R$ 2.630, na cotação desta quinta-feira, 20) pelos equipamentos e US$ 50 (R$ 263) para envio, além de US$ 99 (R$ 521) de mensalidade, mais taxas. Ainda é possível solicitar o serviço no site da empresa.

A companhia passou a aceitar pedidos antecipados no mês de fevereiro. Até o começo de maio, a SpaceX recebeu mais de meio milhão de solicitações de assinatura para o serviço de internet banda larga. A versão beta do serviço de banda larga Starlink atende, pelo menos, 10 mil usuários nos Estados Unidos e em outras regiões do mundo. 

Via: Business Insider

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!