A fusão entre WarnerMedia e Discovery ainda não foi concluída, mas duas companhias já acertaram o nome que o conglomerado terá. E, bem, não é exatamente surpreendente: Warner Bros. Discovery. A informação foi revelada durante apresentação para funcionários nesta terça-feira.

Leia mais:

publicidade

A divulgação do nome veio acompanhada também do novo logotipo da empresa, que traz o slogan “The stuff that dreams are made”. O trecho pode ser traduzido como “A matéria-prima dos sonhos” e é uma fala presente em ‘O falcão maltês: relíquia macabra’ (1941), clássico noir da Warner estrelado por Humphrey Bogart e Mary Astor.

Imagem promocional da HBO Max com diversos personagens de produções da empresa.
Prestes chegar no Brasil, o serviço de streaming HBO Max deve passar por mudanças após a fusão. Crédito: Warner/Divulgação

A frase em referência ao filme, além de evidenciar que a nova empresa já carrega uma tradição de décadas, também pode passar a mensagem de que o cinema segue como prioridade na companhia. Afinal, a gênese da Warner está na exibição filmes: o negócio começou em 1903, quando os quatro irmãos Warner inauguram uma sala de cinema em New Castle, na Pensilvânia (EUA).

De todo modo, o que chefiará a nova companhia é justamente o atual CEO da Discovery, David Zaslav, no cargo desde 2007, e não o atual presidente da WarnerMedia, Jason Kilar. Foi justamente Zaslav quem revelou o nome e o slogan resultante da fusão.

Volta Warner Bros., sai WarnerMedia

Durante a apresentação, Zaslav também enfatizou a história e tradição da marca e comentou sobre a ênfase ao nome Warner Bros. em detrimento de WarnerMedia. “Pensamos que deveríamos representar quem nós realmente somos. E quem nós somos?”, disse, acrescentando que esse pensamento estava relacionado à Warner Brothers.

“É aqui que os melhores e mais brilhantes vêm para contar suas histórias, por isso queríamos trazer os ‘irmãos’ (‘Brothers’) de volta”, comentou.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!