Em uma rodada série B (para startups que já atingiram solidez no mercado), a plataforma de e-commerce Frubana conseguiu um investimento de US$ 65 milhões (cerca de R$ 351 milhões) para dobrar as operações no Brasil e no México até o fim do primeiro semestre de 2022.

Liderado pelo sócio-gestor do fundo norte-americano GGV Capital, Hans Tung, além de outros investidores, o aporte financeiro será utilizado também para a contratação de mais colaboradores em tecnologia.   

publicidade

A plataforma vende alimentos para donos de restaurantes e outros estabelecimentos, reunindo em suas funcionalidades opções para frutas, verduras, laticínios, congelados e carnes. A startup foi criada em 2018 e teve um crescimento considerável mesmo com as limitações impostas pela pandemia. 

Leia mais:

A Frubana vende alimentos para donos de restaurantes e outros estabelecimentos e irá dobrar as atividade no Brasil e no México. Imagem: Minerva Studio / Shutterstock

Com a necessidade de isolamento social, muitos empreendedores decidiram comprar suas matérias-primas por métodos online, fazendo com que a presença da startup crescesse vertiginosamente.

Tanto é que o melhor ano da história da Frubana foi em 2020, quando sextuplicou o número de clientes e ainda triplicou as vendas em um comparativo com 2019.

Veja também!

Expansão das operações 

Graças ao recurso captado, a startup tem como meta ampliar as operações nos três países onde atua, sempre focando na América Latina. Além de Brasil e México, a Frubana também atende clientes na Colômbia. 

O novo investimento será utilizado principalmente para melhorar a funcionalidade da plataforma, que auxilia os empreendedores no ramo de restaurantes e similares a evitar desperdícios. Entre as vantagens na utilização da plataforma estão a otimização do tempo e redução nos custos.