A Microsoft começou a enviar à imprensa um convite para um evento em 24 de junho, onde promete anunciar “o que vem por aí no Windows”. O evento terá a participação do CEO da empresa, Satya Nadella, e de seu diretor de produtos, Panos Panay, e será transmitido on-line a partir das 12h (horário de Brasília).

Em 25 de maio, durante a conferência Build para desenvolvedores, a empresa já havia dito que o anúncio da “próxima geração do Windows” seria feito “muito em breve”, prometendo uma das atualizações “mais significativas” do Windows em muitos anos.

publicidade
Convite para o evento da Microsoft em 24 de junho
Convite para o evento da Microsoft em 24 de junho

“Em breve, compartilharemos uma das atualizações mais significativas do Windows da última década para desbloquear maiores oportunidades econômicas para desenvolvedores e criadores. Eu o estou utilizando nos últimos meses e estou incrivelmente animado com a próxima geração do Windows”, disse Satya Nadella, CEO da Microsoft.

Lançado há cinco anos, o Windows 10 marcou uma profunda mudança na forma como a Microsoft desenvolve seus sistemas operacionais. Em vez de uma versão completamente nova a cada dois ou três anos, a Microsoft passou a adotar um sistema conhecido como “rolling release”, com novos recursos sendo adicionados periodicamente, em grandes atualizações semestrais.

Leia mais:

Com isso, o “Windows 10” atualmente disponível aos usuários é um sistema bastante diferente do que foi lançado no mercado em 2015. Como o sistema tem uma boa reputação entre os usuários, é provável que apesar de quaisquer mudanças ele mantenha seu nome.

Pouco se sabe sobre esse “novo Windows”, mas é fato que a Microsoft trabalha em uma atualização para o Windows 10 chamada “Sun Valley”, que entre outros recursos terá várias melhorias na interface, incluindo um conjunto de ícones renovado.

Montagem mostra atualizações que a Microsoft vem fazendo nos ícones do Windows 10 (à esquerda), em comparação ao padrão de hoje (à direita)
Novos ícones (esq.) do Windows 10 representam uma extensa reformulação visual promovida pela Microsoft. Imagem: Windows Insider/Reprodução

Também é possível que sejam anunciadas mudanças na loja de aplicativos do sistema operacional, algo no qual a Microsoft vem trabalhando há alguns meses. Acredita-se que a empresa poderá permitir até plataformas de comércio de terceiros em aplicativos, fazendo com que os desenvolvedores evitem a taxa de 15% cobrada na venda de apps e 12% em jogos.

Nadella prometeu criar “mais oportunidades para todos os desenvolvedores do Windows hoje” e dar as boas-vindas aos criadores “que procuram a plataforma mais inovadora, nova e aberta para construir, distribuir e monetizar aplicativos”, afirmou.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!