O grupo Pão de Açúcar e o Mercado Livre fecharam uma parceria para ampliar a venda de produtos do supermercado via internet. De acordo com o serviço de entregas, a modalidade ‘fulfillment’, que permite entregas em menos de 24 horas para 75% das compras e somente 10% com prazo de mais de dois dias, vai alcançar 1,8 mil municípios do país – o que deixa o serviço disponível a 80% da população brasileira.

Para o Mercado Livre, a parceria permite que a empresa consiga adentrar no mercado de alimentos; enquanto que, para o Pão de Açúcar, a parceria amplia a sua capilaridade geográfica, captando mais clientes para a rede varejista.

publicidade

Como afirma Rodrigo Pimentel, diretor de e-commerce do Grupo Pão de Açúcar, ao comentar que a parceria “fortalece a nossa robusta trilha de crescimento do e-commerce e a estratégia de expansão das modalidades de entrega cada vez mais rápidas e adaptadas ao novo perfil de consumo dos nossos clientes, que buscam praticidade nas compras de supermercado”, disse.

Mercado Livre e Pão de Açúcar fecham parceria e passam a atender 80% da população brasileira
Mercado Livre e Pão de Açúcar fecham parceria e passam a atender 80% da população brasileira. Imagem: Shutterstock

“Celebramos a união do líder de e-commerce alimentar do Brasil com o maior e-commerce da América Latina em uma história que vai unir a capilaridade e nossa experiência [Mercado] Livre à variedade e qualidade de produtos do Pão de Açúcar”, comenta Fernando Yunes, vice-presidente sênior do Mercado Livre no Brasil.

Leia mais!

Outras parcerias no e-commerce

O Mercado Livre tem feito parcerias nos últimos meses e diversificando os produtos vendidos na plataforma.

Em abril deste ano, por exemplo, a gigante de entregas selou um acordo com a BMW, para vender carros usados na plataforma. A montadora alemã teve uma queda relevante nas vendas devido à pandemia da Covid-19 e viu nos negócios online uma alternativa para alavancar o consumo.

Atualmente, o Mercado Livre possui quase 70 milhões de usuários e mais de 12 milhões de vendedores. A companhia tem feito altas apostas em outras empresas para conseguir diversificar ainda mais os produtos vendidos online.

Fonte: Exame

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!